Prefeitura de Vitória da Conquista, mais uma vez, decreta fechamento do comércio local

Prefeitura de Vitória da Conquista, mais uma vez, decreta fechamento do comércio local

Os municípios de Vitória da Conquista e Jequié aderiram ao uso obrigatórios de máscaras como medida de redução da propagação do coronavírus.

Em Jequié, o decreto publicado nesta segunda-feira (20) prevê que todas as pessoas “que tenham a real necessidade de sair de casa” devem utilizar máscaras.

“A obrigatoriedade de uso de máscaras nas vias públicas e estabelecimentos privados não se sujeita a prazo de vigência, estando válida por tempo indeterminado até que ato próprio a revogue”, diz o texto.

No decreto, a prefeitura de Jequié também prorroga as medidas restritivas para o funcionamento do comércio no município até o dia 27 deste mês.

Em caso de descumprimento das medidas, entre elas o uso de máscaras, a prefeitura poderá aplicar uma multa que varia de R$ 100 a R$ 50 mil. A penalidade poderá ser convertida em advertência.

O uso de máscaras ajuda a diminuir o risco de contágio do coronavírus — Foto: DivulgaçãoO uso de máscaras ajuda a diminuir o risco de contágio do coronavírus — Foto: Divulgação

O uso de máscaras ajuda a diminuir o risco de contágio do coronavírus — Foto: Divulgação

Em Vitória da Conquista, a determinação do uso de máscaras passa a valer a partir da próxima quinta-feira (23). Clientes de bancos, lotéricas e lojas só terão acesso ao estabelecimento com o uso do equipamento de segurança individual, assim como usuários do sistema de transporte coletivo ou de táxis e carros por aplicativo.

O decreto também prorroga as medidas restritivas do comércio no município até o próximo dia 27. Por estarem relacionadas ao setor de saúde, as óticas vão poder abrir as portas. Os escritórios e demais locais de prestação de serviços individualizados, a exemplo de serviços contábeis e advocatícios, poderão funcionar mediante agendamento prévio.

“Os fiscais do município deverão advertir a todos os cidadãos que estiverem na rua sem a máscara da eficácia dessa medida para reduzir os índices de disseminação da doença, bem como dos riscos à saúde própria e de toda coletividade derivada da não utilização desse equipamento de proteção individual”, pontua o decreto.

Até a amanhã desta segunda-feira (20), o a Bahia havia registrado mais de 1.240 casos confirmados da doença, com 45 mortes em decorrência da doença.