WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

embasa camara de ilheus prefeitura de ilheus embasa prefeitura ilheus secom bahia faculdade ilheus

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

:: 16/abr/2020 . 17:00

Câmara prorroga por mais oito dias suspensão das atividades

 

A Câmara Municipal de Ilhéus, por meio da Portaria Nº 009 de 16 de abril de 2020, suspende por mais oito dias as atividades do Poder Legislativo como forma de prevenção à Covid-19.
A medida levou em consideração a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que no último dia 11 de março, declarou estado de pandemia da doença.
Com a decisão, além das sessões ordinárias, audiências públicas, reuniões de comissões, fica suspenso também o atendimento ao público. Os setores administrativos da Câmara seguem funcionando internamente, conforme o parágrafo único da Portaria 009/2020.
A medida também prevê a necessidade de uma solução cautelosa em defesa da saúde dos membros e colaboradores da Câmara Municipal de Ilhéus. Em caso de dúvida ou urgência, e-mails podem ser enviados para ascom@camaradeilheus.ba.gov.br.

Mandetta anuncia em rede social que foi demitido do Ministério da Saúde

Por Guilherme Mazui, G1 — Brasília

 

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, durante entrevista na última sexta-feira (3) — Foto: Ueslei Marcelino/ReutersO ministro da Saúde, Henrique Mandetta, durante entrevista na última sexta-feira (3) — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, durante entrevista na última sexta-feira (3) — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta quinta-feira (16) o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. A informação foi divulgada pelo próprio ministro em uma rede social.

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”, escreveu Mandetta.

“Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, prosseguiu.

Ex-deputado federal, Mandetta estava à frente da pasta desde o início do governo, em janeiro de 2019, e ganhou maior visibilidade com a crise provocada pelo novo coronavírus.

Nas últimas semanas, contudo, Bolsonaro e Mandetta tiveram divergências públicas em razão das estratégias para conter a velocidade do contágio da Covid-19, doença provocada pelo vírus.

Em entrevista ao Fantástico, no domingo (12), Mandetta disse que a população não sabe “se escuta o presidente ou o ministro” da Saúde em relação a medidas.

Em coletiva nesta quarta (15), no Palácio do Planalto, o então ministro da Saúde disse que era claro o “descompasso” entre a pasta e as orientações do presidente Jair Bolsonaro. Segundo Mandetta, pessoas cotadas para a sucessão no cargo chegaram a ligar para ele em busca de aconselhamento.

Na entrevista, o ministro também disse que a equipe montada por ele e empossada em 2019 trabalharia em conjunto, e ajudaria na transição para evitar uma ruptura na política contra a Covid-19.

O último dia

 

:: LEIA MAIS »

Ilhéus confirma segunda morte causada por Covid-19

aaaaa

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) divulgou nesta quinta-feira (16) o segundo óbito provocado pelo novo coronavírus (Covid-19) em Ilhéus. A paciente tinha 61 anos e residia no bairro Nelson Costa. Segundo informações, a mulher foi internada no Hospital Regional Costa do Cacau e possuía quadro de cardiopatia, Diabetes Mellitus (DM) e pneumopatia.

A paciente foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Ilhéus em 13 de abril e veio a óbito nesta quinta-feira (16). O diagnóstico foi liberado ontem (15), por Detectável Vírus SARS – CoV2.

TSE nega pedido para adiamento das eleições municipais

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido do senador Major Olimpio (PSL-SP) para adiar as eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Segundo a presidente da Corte, ministra Rosa Weber, o prazo é estabelecido por lei e qualquer alteração feita judicialmente extrapola os limites de atuação da Justiça Eleitoral. O Tribunal entende, portanto, ser possível ainda a realização do pleito no prazo estabelecido.

O calendário eleitoral está sendo cumprido, apesar da crise sem precedentes no sistema de saúde do país causada pela pandemia do coronavírus. No dia 4 de abril, data que marca seis meses antes do pleito, foi concluído o período para que novas legendas, que participarão das eleições, registrassem seus estatutos no TSE. Nesta data, se encerrou também o prazo de filiação de candidatos, que devem ter o domicílio eleitoral na circunscrição em que desejam disputar o pleito em outubro.

Portal DCM





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia