Leitos UTI Covid-19

No último mês, Ilhéus registrou queda na taxa de internações de pacientes com Covid-19. Os números também demonstram tendência de redução no índice de casos e mortes pela doença. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), houve diminuição de aproximadamente mil atendimentos no Centro Covid-19, comparando os meses de março e abril deste ano.

Referência na região sul da Bahia, o município prestou 4.527 atendimentos no mês de março, com 67 óbitos e média diária de 40 pacientes internados na UTI. Já em abril, o número de atendimentos caiu para 3.495. A média de internação diária era de 23 pacientes e o vírus vitimou 43 ilheenses.

Além das medidas restritivas adotadas pela Prefeitura para conter a disseminação da Covid-19, a estratégia de vacinação estruturada para atender idosos e grupos mais vulneráveis ao contágio da doença contribuiu significativamente para manter a tendência de queda. Embora o cenário apresente certa estabilidade, a Sesau alerta que a pandemia não acabou. As medidas restritivas versam sobre o toque de recolher, atualmente das 22h às 5h, e suspensão de eventos e atividades que geram aglomeração de pessoas.

“Essas medidas são necessárias para que a gente consiga manter a taxa de contaminação baixa e prestar uma assistência adequada para aquelas pessoas que necessitam de atendimento. Mesmo com relativa melhora, não podemos relaxar os cuidados. É extremamente importante que a população continue seguindo todas as medidas, com uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social”, explicou o prefeito Mário Alexandre.

O gestor reiterou que a colaboração da população continua sendo decisiva para frear o ritmo de transmissão do vírus, e, consequentemente, reduzir a taxa de ocupação de leitos e óbitos decorrentes da Covid-19.

O último boletim epidemiológico, divulgado no domingo (2), contabiliza 16.026 pessoas curadas e 207 pacientes infectados pela Covid-19. O município apresenta percentual de 84% de ocupação hospitalar, ou seja, dos 81 leitos de UTI habilitados, 20 estão ocupados com pacientes de Ilhéus e 48 abrigam pacientes oriundos de outras cidades baianas. Os dados são informados diariamente pela Sesau.