Na manhã desta sexta-feira (04), após denúncias de furto em um estabelecimento comercial na cidade de Camacã, no sul da Bahia, e verificação das imagens de câmeras de segurança que ratificavam a ação criminosa, a polícia iniciou rondas para tentar localizar e prender os autores.

Conforme as imagens mostram, uma das criminosas é sorrateira ao furtar uma bolsa de uma funcionária, contendo dinheiro e cartão de crédito. No total, a quadrilha conta com três mulheres e um homem.

Nesse ínterim, mais denúncias chegaram ao conhecimento da guarnição, de que outros furtos ocorreram em São João da Panelinha, distrito de Camacã, na cidade vizinha de Arataca. As características passadas na denúncia eram as mesmas da quadrilha suspeita.

Nas imagens, os policiais viram que o bando fugiu em um automóvel Renault Logan de cor prata. As buscas foram intensificadas, e poucas horas depois, uma guarnição militar de São José da Vitória conseguiu interceptar o veículo e prender os criminosos.

Dentro do automóvel, foram localizados diversos itens subtraídos de locais e vítimas variados, tais como, oito garrafas de Whisky, 2kg de charque, uma TV, quatro aparelhos celulares, três máquinas de pagamento em cartão débito/crédito, um relógio de pulso, uma gargantilha, uma pulseira, dois perfumes, cremes de cabelo, e R$ 3.465,50 em espécie.

Além disso, há informações de que um malote contendo R$ 4 mil também foi subtraído pela quadrilha, em um mercado em Camacã.

Uma das mulheres, identificada como Jandileia Conceição Falcão dos Santos, é velha conhecida da polícia, e já tem, pelo menos, seis passagens pela polícia, em cidades como Eunápolis, Ilhéus, Itapetinga, Porto Seguro, Itabuna e Vitória da Conquista, todas por furto ou furto qualificado.

Os outros ladrões foram identificados como Daniela Conceição, Marciele Santos  Jaldair Góes. As informações são de os criminosos são de Itabuna.

Todo o material apreendido, bem como os integrantes da quadrilha foram apresentados na delegacia local. A polícia suspeita que esse grupo tenha cometido outros crimes similares em Itabuna, Ilhéus e outras cidades da região. Caso mais vítimas reconheçam estes criminosos, deve entrar em contato com a polícia, pelos números 190 ou 197.