WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus sufotur secom bahia secom bahia secom bahia prefeitura itabuna prefeitura ilheus sufotur secom bahia secom bahia

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

:: ‘Polícia’

Marinha investigará causas de acidente que matou o empresário Janilson Mascarenhas

 

A Marinha do Brasil abrirá inquérito para investigar as causas e circunstâncias do acidente que vitimou o empresário Janilson Dias Mascarenhas, nas proximidades da Ilha do Goió, em Maraú. O empresário faleceu no início da tarde deste sábado (10).

Mascarenhas pilotava uma moto aquática (jet ski), quando se afogou ao cair da embarcação. O empresário sofreu uma pancada na região frontal da cabeça, o que teria causado o afogamento. Janilson era dono de rede de supermercados e hortifrúti em Itabuna e outros municípios do sul e sudoeste da Bahia.

Ainda segundo a Marinha, militares da Delegacia da Capitania dos Portos de Ilhéus que realizavam inspeção naval na Baía de Camamu se dirigiram ao local do acidente ao serem informados do ocorrido. Lá, constataram que a vítima havia sido resgatada pela embarcação Atthena.

SOCORRO

O empresário chegou a ser transferido para a embarcação Dourado, da Delegacia da Capitania, onde foram prestados os primeiros socorros, conforme a Marinha. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e prestou atendimento ainda no cais de Camamu, porém a equipe, após manobras de ressuscitação, constatou o óbito do empresário.

A Marinha do Brasil emitiu nota sobre o acidente. “A MB lamenta o ocorrido e se solidariza com os familiares da vítima”. O corpo de Janilson foi sepultado na tarde deste domingo (11), em Poções, no sudoeste. às informações são do Pimenta

Empresário Markson Gomes é beneficiado com progressão de regime e cumprirá pena em regime semiaberto

O filho do ex-prefeito de Itabuna Fernando Gomes, o empresário Markson Gomes, popularmente conhecido como Marcos Gomes, foi beneficiado com a progressão do regime da pena que cumpre.
Em 2022 ele foi sentenciado em duas instâncias no âmbito da justiça, e na sequência preso em operação policial conjunta, inclusive, com participação da Federal, em Aracaju. (Relembre aqui).
Markson Gomes vai agora para o regime semiaberto, em progressão de regime que vem em decorrência de bom comportamento. Ele poderá, portanto, trabalhar durante o dia, mas retorna à noite para dormir na prisão.
Markson foi condenado a 13 anos de prisão, por um crime cometido em 2008. À época, Marcos torturou e matou o vaqueiro Alexsandro Honorato, em bárbaro crime ocorrido na cidade de Floresta Azul, no sul da Bahia. Foi indiciado pelos crimes de tortura, cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Homem suspeito de esconder câmera em vestiário feminino é preso em SP

Ele é acusado por crime de stalking (perseguição)

 Por Agência Brasil – São Paulo

Um funcionário de uma empresa terceirizada que faz limpeza na Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi preso, em São Paulo, sob suspeita de instalar duas micro câmeras de vídeo dentro do vestiário de funcionárias da FGV. Após permissão da Justiça, os policiais encontraram na casa do homem diversos materiais eletrônicos e de informática, além de pornografia infantil armazenada em CDs e no computador pessoal.

Segundo a Polícia Civil, as câmeras no vestiário da FGV estavam dentro de uma tomada de energia elétrica e em um armário. Elas foram descobertas quando uma funcionária tentou ligar um aparelho na tomada.

A FGV informou que “não teve conhecimento de que tenha havido funcionários ou alunos envolvidos ou vítimas da prática de tais atos. Tão logo foi informada dos fatos envolvendo prestadores de serviços terceirizados como supostos autores e vítimas, a FGV notificou a empresa responsável pelos serviços de limpeza (Colorado Serviços Ltda.), empregadora do funcionário acusado, requerendo seu imediato afastamento e a adoção das medidas necessárias, em caráter de urgência, para apuração dos fatos, conjuntamente com as autoridades policiais”.

Captação de imagens

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, “a Polícia Civil prendeu em flagrante um homem de 55 anos na tarde de terça-feira (6), na Rua Professor Antônio Prudente, na Liberdade, região central de São Paulo. Uma mulher contou que trabalha em uma fundação educacional e, no vestiário feminino do local, verificou que havia duas câmeras escondidas. Elas [mulheres] desconfiaram que era de um funcionário da instituição. Após investigações, a polícia levantou provas e representou por um mandado de busca e apreensão. A Justiça concedeu o pedido e, no endereço indicado, foram apreendidos materiais eletrônicos e de informática, voltados à captação de imagens. O caso foi registrado pelo 5º Distrito Policial (Aclimação).”

A Colorado Serviços informou, através de nota, que afastou o acusado das atividades na universidade assim que teve conhecimento dos fatos, além de ter oferecido apoio psicológico e jurídico às vítimas.

“A empresa Colorado, ao tomar conhecimento do ocorrido, ainda que apenas com a suspeita da autoria – já que o colaborador em questão em princípio não possuía conhecimento tecnológico para instalação de câmeras – providenciou o imediato afastamento do acusado das atividades na FGV, bem como ofereceu às vítimas todo o suporte necessário e acompanhamento psicológico e jurídico”.

A polícia informou também que o homem – cuja identidade não foi divulgada – confessou ter instalado duas câmeras no vestiário porque estaria apaixonado por uma das funcionárias do setor de limpeza e tinha como objetivo obter imagens dessa mulher.

O homem foi preso em flagrante. Ele está sendo acusado por armazenamento de pornografia infantil, por filmar a intimidade de outrem e por crime de stalking (perseguição).

Edição: Kleber Sampaio

Motorista por aplicativo acusado de participar de 8 assaltos na BA é inocentado após mais de dois anos

Após dois anos e quatro meses, o ex-motorista por aplicativo Jefferson Santana foi absolvido pela justiça. Ele era acusado de praticar oito assaltos com outros dois homens, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. O homem sempre afirmou que foi usado como refém pelos criminosos.

Os crimes ocorreram em 26 de setembro de 2021, mesmo dia em que os três foram presos. Logo depois, eles foram encaminhados para o Conjunto Penal da cidade, onde Jefferson permaneceu por nove meses. O motorista foi solto em junho de 2022, quando o Superior Tribunal de Justiça (STJ) lhe concedeu o direito de responder o processo em liberdade. Antes disso, a Justiça baiana havia negado a soltura.

Na época, Jefferson destacou a alegria em estar de volta com a família. Mas, posteriormente, ele foi condenado. “Foram meses de pesadelo, às vezes eu perdia o chão, não sabia se ia ter uma notícia positiva”, disse o motorista à TV Subaé, afiliada da TV Bahia na região.

A batalha seguiu judicialmente até que agora, mais de dois anos depois, a condenação foi revertida. “Tem uma promotora de Justiça de primeiro grau, um promotor de Justiça do segundo grau e temos três desembargadores e um ministro do STJ, que liberou ele na mesma esteira do pensamento que diz a defesa: ‘Jefferson é inocente'”, ressalta o advogado Marcos Silva, que representou o homem na ação.

Completamente livre, Jefferson pretende agora retomar os planos “que foram ceifados” enquanto ele esteve preso e respondia à Justiça.

Quatro homens morrem após confronto com policiais em cidade do interior da Bahia

Quatro homens morreram após um confronto com policiais civis, na tarde desta quinta-feira (1°), na cidade de Serrinha, a 180 quilômetros de Salvador.

Segundo a Polícia Civil, a corporação foi informada sobre uma briga de facções, no bairro dos 13. Ao chegar no local, os policiais foram surpreendidos por dois homens que atiraram contra a polícia. Durante o confronto, eles e outros dois foram atingidos.

De acordo com a polícia, os quatro homens, identificados como Bruno Miranda, Alexsander Campos, Wellington Luiz Lima e Vitor Santos, foram levados para o hospital da cidade, mas não resistiram aos ferimentos.

Quase dois quilos de maconha e cocaína, além de cinco armas foram apreendidos. A polícia informou que os quatro suspeitos eram envolvidos com homicídios e tráfico de drogas.

Polícia Civil realiza megaoperação no Sul da Bahia contra o trafico de drogas

A neutralização de dois grupos criminosos que rivalizam entre si e são responsáveis por homicídios e o tráfico de drogas, no município de Eunápolis, é o foco da “Operação Rixa”, deflagrada pela Polícia Civil, em cidades do Sul da Bahia.

Durante as ações, que envolvem centenas de policiais, são cumpridos cerca de 10 mandados de busca e apreensão, dos quais quatro têm cumprimentos em unidades prisionais. Também estão sendo realizadas 14 transferências de internos integrantes de grupos criminosos, para regime disciplinar diferenciado, em decorrência de investigações da Polícia Civil. As transferências são realizadas pelas equipes da Secretarias de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), com o apoio de guarnições da Polícia Militar.

De acordo com o coordenador da 23a Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), delegado Moisés Damasceno, coibir a articulação entre os criminosos dentro e fora dos presídios é um dos principais objetivos das ações. “A disputa por territórios entre integrantes destes grupos, tanto os que estão presos, quanto os que estão em liberdade, é danosa para as comunidades. Estamos coibindo essa prática e qualquer outro tipo de atuação criminosa, nesta região”, pontuou.

Também participam das ações policiais civis da 6a Coorpin/Itabuna, 7aCoorpin/Ilhéus, 8a Coorpin/Teixeira de Freitas, 10a Coorpin/Vitória da Conquista, 20a Coorpin/Brumado e 21a Coorpin/Itapetinga, da Coordenação de Operações Especiais (COE), além do apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Mata Atlântica) e Rondesp Sul.

A operação também tem o apoio das Secretarias de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) e da Segurança Pública (SSP), por meio da Superintendência de Inteligência (SI).

Anderson Torres presta depoimento em ação no TSE que pode tornar Bolsonaro inelegível

Por Luiz Felipe Barbiéri e Márcio Falcão, g1 e TV Globo

 


Anderson Torres em foto de 15 de junho de 2022, quando ainda era ministro da Justiça do governo Bolsonaro. — Foto:  REUTERS/Adriano Machado/File Photo

Anderson Torres em foto de 15 de junho de 2022, quando ainda era ministro da Justiça do governo Bolsonaro. — Foto: REUTERS/Adriano Machado/File Photo

O ex-ministro da Justiça Anderson Torres prestou depoimento, nesta quinta-feira (16), no âmbito de uma ação que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que pode tornar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) inelegível.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), apresentada pelo PDT, questiona uma reunião que Bolsonaro fez com embaixadores, em julho de 2022, na qual realizou ataques sem provas às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral.

LEIA TAMBÉM:

O ex-ministro foi ouvido por videoconferência. Torres está preso no 4º Batalhão da Polícia Militar do Distrito Federal por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), em um inquérito que apura os ataques às sedes dos Três Poderes em 8 de janeiro.

Minuta

A PF encontrou na residência de o ex-ministro a minuta de um decreto para instaurar estado de defesa na sede do TSE. O objetivo era mudar o resultado das eleições de 2022.

O documento – considerado inconstitucional por especialistas – foi encontrado pela Polícia Federal durante uma operação de busca e apreensão. O material foi anexado à ação que tramita contra Bolsonaro na Corte, que questiona a conduta do ex-presidente na reunião com embaixadores.

Ônibus de Márcia Freire é atingido por 21 tiros em Alagoinhas na BA; cantora e equipe estavam no veículo no momento do crime

No momento da tentativa de assalto, a cantora, que foi vocalista da banda Cheiro de Amor na década de 90, estava dormindo no veículo. A irmã dela e a equipe de músicos também viajavam no ônibus. Além disso, outro carro viajava pela mesma rodovia com outros integrantes da equipe

Ônibus que transportava Márcia Freire e equipe é alvo de tiros

Segundo o motorista, a ação foi rápida e envolve cinco suspeitos, que não foram presos até a tarde desta sexta.

“Um homem fez a ultrapassagem no carro da frente, que também estava com pessoas da banda. Depois ele sumiu e já apareceu fazendo uma barricada na nossa frente, havia apenas um espaço pequeno por onde eu consegui passar [com o ônibus]”, contou.

Os tiros foram disparados quando o motorista arriscou passar o ônibus entre a barricada. A frente frontal do veículo ficou repleta de marcas de balas.

Ônibus ficou repleto de marcas de tiros — Foto: Reprodução TV Bahia

Ônibus ficou repleto de marcas de tiros — Foto: Reprodução TV Bahia

No momento do crime, que aconteceu durante a madrugada, a equipe havia saído de Porto Seguro e tinha como destino o estado de Alagoas, onde fará um show em Barra de São Miguel na noite desta sexta. Após o susto, os músicos seguiram para o destino final.

Nas redes sociais, a assessoria da cantora informou que ela ainda está em estado de choque devido ao ocorrido.

O ônibus passará por perícia e a a Polícia Civil investiga o caso.

Cantora Márcia Freire estava no ônibus no momento do crime — Foto: Divulgação

Cantora Márcia Freire estava no ônibus no momento do crime — Foto: Divulgação

Menina de 6 anos é sequestrada, estuprada e morta estrangulada em MS; vizinho confessa crime

Foto da menina foi compartilhada nas redes sociais da escola onde ela estudava.  — Foto: Redes sociais/Reprodução

Foto da menina foi compartilhada nas redes sociais da escola onde ela estudava. — Foto: Redes sociais/Reprodução

Sophia, de apenas 6 anos, foi morta estrangulada após ser estuprada e sequestrada por um vizinho, de 18 anos, em Douradina (MS)O corpo da vítima foi encontrado, neste sábado (25), na área rural da cidade. À polícia, o suspeito confessou o crime e foi preso em flagrante.

Ao g1, o delegado responsável pelo caso, Mateus Rocha Rodrigues Alves, esclareceu que o suspeito foi preso após várias testemunhas apontá-lo como a última pessoa ser vista na região onde Sophia morava. A menina morava com a tia.

Conforme as investigações, a polícia chegou ao suspeito após a denúncia do sequestro de Sophia e um furto de uma motocicleta na região onde a menina morava. Para os policiais, a responsável pela criança apontou o vizinho como possível suspeito.

“Conversamos com a tia da menina. Ela disse que o vizinho seria o suspeito de sequestrar a sobrinha, já que testemunhas disseram que ele foi o único visto na rua no momento em que a menina sumiu”, relatou o delegado adjunto da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Dourados (Depac), onde o caso foi registrado.

 

Corpo da menina foi encontrado próximo a plantação de soja, em Douradina.  — Foto: PCMS/Reprodução

Corpo da menina foi encontrado próximo a plantação de soja, em Douradina. — Foto: PCMS/Reprodução

Após os primeiros relatos, a polícia saiu em busca da menina e do suspeito. Era por volta das 1h deste sábado, quando os oficiais avistaram o rapaz saindo de uma área de vegetação. Questionado, o suspeito respondeu que estava “brincando de esconde-esconde com amigos”, comentou o delegado.

Foi então que o rapaz foi levado na situação de suspeito para a Depac de Dourados, cidade vizinha à Douradina. Na delegacia, o jovem, de 18 anos, confessou o furto da moto, o sequestro, estupro e assassinato de Sophia.

“O rapaz roubou a moto. Depois, ao voltar para casa, vu a criança na calçada, a pegou no colo e a levou para uma plantação de soja. Lá amarrou a menina com as mãos para trás, abusou dela sexualmente e depois, com as roupas da menina a enforcou até que ela ficasse inconsciente”, diz o delegado.

 

O corpo de Sophia passa por exame necroscópico para para comprovar as agressões e a violência sexual. O suspeito, conforme a policia, deverá responder por homicídio qualificado, estupro de vulnerável e roubo.

Luto

 

Escola lamentou a morte da menina nas redes sociais.  — Foto: Redes sociais/Reprodução

Escola lamentou a morte da menina nas redes sociais. — Foto: Redes sociais/Reprodução

Nas redes sociais, a escola onde Sophia estudava publicou uma foto da menina e externaram luto.

“A escola lamenta profundamente a morte da nossa ex-aluna Sophia. Estamos sem palavras! Que Deus conforte a família”, escreveram na postagem.

Delegado Hélio Jorge é exonerado da subsecretaria de Segurança Pública da Bahia; policial federal assume o cargo

Subsecretário da Segurança Pública da Bahia, Hélio Jorge Paixão é exonerado do cargo  — Foto: Divulgação/GOV-BA

Subsecretário da Segurança Pública da Bahia, Hélio Jorge Paixão é exonerado do cargo — Foto: Divulgação/GOV-BA

O delegado aposentado da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão, foi exonerado do cargo de subsecretário da Segurança Pública da Bahia, nesta sexta-feira (10). A publicação foi feita no Diário Oficial do Estado.

Hélio Jorge atuou por 30 anos no funcionalismo público e já foi diretor geral da Polícia Civil. Ele estava no cargo desde dezembro de 2020. Na ocasião, ainda no governo Rui Costa, o juiz federal aposentado Ricardo César Mandarino, assumiu a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), cargo que deixou no final de 2022.

Mandarino foi substituído pelo atual secretário Marcelo Werner, que é policial federal, e assumiu o cargo no começo do ano, nomeado pelo governador Jerônimo Rodrigues, que também assumiu o cargo em 2023. Antes de deixar o cargo nesta sexta, Hélio Jorge chegou a ser exonerado em 2021, mas por apenas um dia por questões referentes à sua aposentadoria como policial civil

O substituto de Hélio Jorge será o delegado da Polícia Federal Marcel Ahringsmann de Oliveira. O novo subsecretário entrou na Polícia Federal em 2005, como agente. Dois anos depois, ele tomou posse como delegado. Marcel Ahringsmann tem experiência em Segurança Pública, com ênfase em repressão a entorpecentes, crimes contra o patrimônio, assuntos internos, planejamento operacional, segurança em grandes eventos e inteligência policial.

Novo superintendente de Inteligência é nomeado

Mudanças na cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA)  — Foto: Cid Vaz/TV Bahia

Mudanças na cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) — Foto: Cid Vaz/TV Bahia

Além da exoneração de Hélio Jorge e da nomeação de Marcel Ahringsmann de Oliveira como novo subsecretário, o Diário Oficial desta sexta também traz a exoneração do atual superintendente de Inteligência da SSP e a nomeação do novo indicado para o cargo.

O delegado da Polícia Civil Ivo Carvalho Tourinho deixa o cargo onde estava desde janeiro desde 2021. Em seu lugar foi nomeado Rogerio Dourado Silva Junior, que assim como o secretário e o novo subsecretário da Secretaria de Segurança Pública, é policial federal.

Corpo do professor que sumiu foi achado em Ilhéus, em dedos; suspeito do desaparecimento é preso

Um homem foi preso neste domingo (5) em Ilhéus, no sul da Bahia, por ser suspeito do desaparecimento do professor Valdemir Queiroz de Amorim, de 65 anos, em janeiro deste ano. De acordo com a Polícia Civil, um corpo foi encontrado, também em Ilhéus, no sábado (4), e um irmão do professor afirma tratar-se de Valdemir. A vítima estava sem os dedos indicadores.

Apesar desse reconhecimento inicial do irmão da vítima, a coordenadora regional de Ilhéus, delegada Katiana Amorim Teixeira, informou que está aguardando o resultado de exames. A prisão do suspeito foi cumprida por equipes da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) e da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin).

O professor, que atua na rede estadual de ensino de Itabuna, também no sul da Bahia, desapareceu após ir passar o fim de semana na sua casa de praia, no Cururupe, em Ilhéus, no dia 27 de janeiro e, desde então, não entrou mais em contato com a família. O carro e os documentos da vítima foram encontrados com o suspeito do desaparecimento.

Conforme detalhou a delegada Katiana Amorim, Valdemir saiu de Itabuna dirigindo o próprio carro na companhia do suspeito, com destino à casa de praia.

“Testemunhas informaram que os dois foram vistos no local e na madrugada seguinte viram o carro saindo. No sábado pela manhã já não viram mais Valdemir e o investigado”, detalhou a delegada.

No dia 31 de janeiro foram realizados saques da conta bancária da vítima. A delegada informou que a equipe de investigação analisou as imagens das câmeras de segurança do banco, que mostraram o suspeito realizando os saques ao lado de um homem, ainda não identificado.

“As transações foram feitas com a digital da vítima, o que nos faz acreditar que utilizaram o dedo de Valdemir ou fizeram um molde de silicone com as digitais”, explicou Katiana.

A Polícia Civil detalhou que o corpo encontrado no sábado, além de estar sem os dedos indicadores, tinha estado de putrefação e foi localizado em um matagal, no bairro Cidade Nova, em Ilhéus.

A 1ª Delegacia Territorial (DT) de Ilhéus foi acionada, expediu as guias periciais e o IML removeu o corpo, que vai passar por necrópsia e exames para identificação.

“Familiares vão no DPT para tentar fazer o reconhecimento, porém o irmão de Valdemir esteve na Deltur [Delegacia de Proteção ao Turista] e, ao ver a foto do corpo, observou um dos pés sem dois dedos e disse que a vítima já havia perdido o membro em decorrência de complicações do diabetes”, explicou Katiana Amorim.

A oitiva do suspeito foi realizada. Ele vai ser submetido ao exame de corpo de delito e posteriormente seguirá para o sistema prisional.

Valdemir Queiroz morava no bairro Santo Antônio, em Itabuna e ensinava no Colégio Estadual Valdelice Soares Pinheiro. //g1

Pais são presos suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver de bebê; homem teria enterrado criança viva

Imagem aérea da cidade do Conde

Um casal foi preso no sábado (4), em um povoado de Conde, município do Litoral Norte da Bahia, suspeito de homicídio e cultação de cadáver do bebê que esperavam. De acordo com a Polícia Civil, a mãe teria induzido o aborto fazendo uso de medicações. A criança nasceu e, em seguida, com o auxílio do pai, foi enterrada viva. 

Uma adolescente também é suspeita de envolvimento no crime. Não há detalhes se ela foi apreendida. Os mandados de prisão preventiva do casal foram cumpridos por equipes da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) de Conde, com o apoio da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Alagoinhas.

Segundo testemunhas, o Conselho Tutelar da cidade recebeu uma denúncia anônima sobre o caso. Diante disso, o Conselho procurou a polícia, que iniciou as investigações. Informações levantadas pelos policiais indicam os pais da criança, presos no povoado de São Francisco do Riacho Seco, em Conde, como responsáveis pela ação.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia