Operação Aliança com Elfos. Assim foi batizada a ação da Polícia Civil de Ilhéus, comandada pelo delegado Evy Paternostro, coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), que teve o apoio da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira. A operação foi realizada na manhã de ontem (08), no município de Una e resultou na prisão de quatro pessoas.

Os acusados foram identificados como Ednaldo Maria de Jesus, o “Dal”, de 53 anos; José Edvan Lima Santos, o “Índio”, de 41; Reginaldo de Assunção dos Santos, de 51; e Antônio Araújo. Eles foram detidos em flagrante na Fazenda Conjunto Monte Carlo, zona rural de Una. Contra “Dal” e “Índio” havia mandados de prisão temporária em aberto.
Segundo a polícia, o grupo, que tem envolvimento em disputas por terra na região, já vinha sendo investigado por uma tentativa de homicídio, registrada em 2016. Com a quadrilha, os policiais apreenderam seis espingardas e dois revólveres calibre 38.
De acordo com o delegado Evy Paternostro, o bando pode ser indiciado por porte irregular de arma de fogo e associação criminosa qualificada. A investigação foi feita pelo GEMACAU (Grupo Especial de Mediação de Conflitos Agrários e Urbanos) e pela 7ª Coorpin/Ilhéus, por conta do atentado sofrido por Roberto Carlos de Oliveira, conhecido por Robertão, no final de 2016. A vítima foi baleada, após ser expulsa do assentamento pelo grupo liderado por “Dal”. Roberto conseguiu sobreviver.
As investigações serão concluídas pela Delegacia Territorial de Una.