Reunião com Major Denice

Garantir proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, esse é o principal objetivo da Ronda Maria da Penha (RMP), projeto que chega a Ilhéus através da interlocução da gestão municipal com o governo baiano.

Para avaliar e debater a implementação do serviço, o prefeito Mário Alexandre e o vice Bebeto Galvão receberam a visita da major da Polícia Militar, Denice Santiago, na tarde da última quarta-feira (9). No encontro, que também contou com a presença da primeira-dama Soane Galvão, foram discutidas medidas para promoção da saúde dos profissionais que atuam nos órgãos de segurança pública do município.

“Estamos extremamente felizes com a visita da major Denice. Juntos vamos construir um diálogo para viabilizar ações voltadas à proteção das mulheres e projetos para melhorar a segurança pública e dar apoio aos nossos servidores. Deixo o meu abraço ao governador Rui Costa e reforço que estamos à disposição para levar melhores condições de vida ao nosso povo”, declarou Mário Alexandre.

Denice Santiago é criadora da RMP, que desde 2015 atua na prevenção e repressão de atos de violações de dignidade das mulheres, no enfrentamento da violência doméstica e familiar e na garantia do cumprimento das medidas protetivas. Além de debater a viabilização do projeto em Ilhéus, a major explicou que o Governo da Bahia pretende instalar centros psicossociais com atendimento especializado, em atenção à saúde mental dos servidores lotados nas companhias do interior.

Reunião com Major Denice

“O governador Rui Costa entende a importância do apoio psicossocial dos profissionais das forças de segurança pública e está trazendo para o interior da Bahia quatro grandes centros, sendo Ilhéus uma das cidades contempladas. Será montada uma unidade para cuidar dos profissionais das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, do departamento de polícia técnica e também da Guarda de Ilhéus, visando acolher os nossos parceiros que estão nas ruas todos os dias. Vamos deixar um legado de cuidado e sensibilidade e nada melhor do que fazer isso a partir dessa cidade tão calorosa e acolhedora”.

Denice reiterou que está à disposição para treinar e capacitar a Guarda Civil Municipal (GCM) no enfrentamento da violência contra a mulher. A proposta é a formação de uma rede de atendimento, com atuação do Ministério Público, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) e de órgãos de segurança, a fim de que as mulheres se sintam seguras ao denunciar o agressor.

Também estiveram presentes na reunião o comandante da GCM, Rosivaldo Oliveira, o major PM Jerônimo Ribeiro e os secretários Gabriel Bittencourt (Mobilidade e Ordem Pública); Eliane Oliveira (Educação, Esporte e Lazer) e Rubenilton Silva (Desenvolvimento Social).