PM criminoso está foragido

O policial militar que está sendo procurado por ter matado a tiros o atual namorado de sua ex-mulher disparou 11 vezes contra a vítima. Testemunhas dizem ainda que ele cometeu o crime na frente dos próprios filhos.

 

O assassinato em questão ocorreu nessa quarta-feira (1º), em Itabuna. Segundo informações , o PM Felipe Prado de Araújo já chegou à Rua São Geraldo, no bairro Novo Lomanto, atirando. A vítima, identificada como o fotógrafo Sandro Silva Santos, de 36 anos, colocava uma porta na casa da sogra quando foi surpreendido pelos tiros.

“Ele foi assassinado brutalmente, covardemente por um PM que é pago para proteger. Tirou a vida do meu irmão sem nem direito de defesa. Meu irmão estava trabalhando e ele fez isso. Meu irmão era uma pessoa trabalhadora, esforçada. Aqui não tem ninguém para abrir a boca para dizer o contrário dele”, disse a irmã do fotógrafo, Loana Silva, à publicação.

 

O corpo de Santos foi enterrado na manhã de quinta (1), no Cemitério Campo Santo, no município. Além da namorada, ele deixou três filhos.

Já o suspeito está foragido. De acordo com a publicação, testemunhas indicam que, antes de cometer o crime, o militar trabalhava num posto do bairro Califórnia e disse a um colega de trabalho que iria buscar um almoço. No entanto, ao sair do local, ele seguiu numa moto atrás do fotógrafo. O PM, que estava fardado no momento, efetuou os disparos com uma arma da corporação.

 

As últimas informações oficiais do 15º Batalhão de Polícia Militar de Itabuna apontam que o Serviço de Inteligência foi acionado e que buscas ainda estão sendo feitas, assim como testemunhas estão sendo ouvidas, no intuito de encontrar o paradeiro do soldado.