camara

 

Na tarde de ontem (20), a Câmara de Ilhéus realizou uma sessão especial para debater a delimitação do território ilheense, que teve início no dia 07 de junho e contou com a participação do vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal e dos analistas do IBGE, Geraldo Costa Pinto e Manoel Lamartin Montes, e dos técnicos da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) Walmar D’Alexandria e William José.

Desde 14 de junho o trabalho passou a ter a supervisão de José Henrique da Silva, engenheiro cartógrafo, gerente da base territorial do Brasil na diretoria de geociências do IBGE. A iniciativa pode resultar na colocação dos marcos definitivos, em concreto, que depois de instalados serão certificados pela SEI.

De acordo com José Nazal, “O trabalho feito foi de levantamento dos pontos indicados, para que a gente possa determinar os marcos definitivos de Ilhéus, determinando o espaço territorial do município. Nós andamos 2300km para fazer essa cobertura de 320km, que é o perímetro do município de Ilhéus e estamos concluindo o trabalho de redefinição dos distritos e suas respectivas zonas urbanas. É um trabalho que vai permitir ao município contribuir com melhores informação no Censo 2020, quando será apurado o número real de habitantes do município”.

José Henrique, engenheiro e um dos representantes do IBGE, informou que a equipe do instituto veio acompanhar os trabalhos de colocação de marcos nas áreas limítrofes dos municípios e também participar da segunda etapa do projeto que prevê um novo ordenamento interno do município no que se refere aos seus distritos.

Makrisi Sá (PT), vereador que presidiu a sessão, informou que “Nós convidamos o vice-prefeito para que fizesse a exposição do trabalho em relação a diagnosticar, verificar e marcar esses limites. Sabemos que Ilhéus é extensa e precisamos ter noção de até aonde vai nosso território”. O grupo está elaborando um projeto de lei para ajuste dos distritos, que será encaminhado à Câmara de para análise e votação.