DURANTE ENTREVISTA JORGE VIANNA ALFINETA JABES, VALDERICO E MÁRIO

O Médico, ex-deputado federal e pré-candidato à Senador da república pelo MDB, Jorge Vianna concedeu entrevista  ao comunicador Vila Nova, durante edição do programa O Tabuleiro, da Ilhéus FM.

Na oportunidade Vianna falou sobre sua pré-candidatura e ressaltou a experiência que já tem como pessoa pública: “Eu fui um homem político, tive três mandatos de deputado federal, fui constituinte, presidente da comissão de agricultura, visitei o mundo todo, acho que Ilhéus e a região do cacau precisa de um resgate. Nós não temos emprego na região”, disse.

Para o Pré-candidato Ilhéus e a região cacaueira necessitam de um resgate e de uma valorização cultural da identidade do município, o que traria renda, emprego e visibilidade. “Quando Deputado Federal o presidente Sarney me deu a ZPE e eu trouxe para Ilhéus”.

Quando perguntado pelo comunicador Vila Nova se não se sentia constrangido em disputar o senado pelo MDB, partido pelo qual sua principal liderança, ex-ministro Geddel Vieira Lima, foi preso por corrupção, Vianna disse que não se sente constrangido porque foi do PMDB quando o pai de Geddel, Afrisio Vieira Lima era o presidente e defendia a ditadura e ele lutou contra. “Lembro também que fui posto para fora do PMDB de Ilhéus por Geddel, agora que ele saiu voltei as minhas origens, quem comete atos de corrupção tem que pagar.”

“Você tem que criar condições econômicas em Ilhéus para viabilizar as coisas, você tem que ter indústrias aqui dentro, tem que trazer emprego para cá, para que o dinheiro possa circular”, afirmou.

Durante a entrevista Jorge Vianna não deixou de alfinetar o prefeito de Ilhéus Mário Alexandre, os ex-prefeitos Jabes Ribeiro e Valderico Reis, além do ex-governador, também pré-candidato ao senado da república, Jaques Wagner.