seminário internacional; segurança viária; sutram; trânsito 

 

O município de Ilhéus marca presença até a próxima quarta-feira (23) no 1º Seminário Internacional de Segurança Viária. O evento visa discutir elementos e processos essenciais para dinamizar as ações preventivas e interventivas de acidentes de trânsito no Brasil. A abertura oficial ocorreu na manhã desta segunda-feira (21), em Brasília.

Na oportunidade, também foi realizada a assinatura de termos de cooperação técnica entre os órgãos federais. Cinco servidores da Autarquia de Transporte e Trânsito (Sutram) representam a Prefeitura de Ilhéus. Conforme o agente de trânsito e presidente do Sindatran Bahia, Valério Bomfim, o grupo participa de oficinas, palestras e diversas atividades que envolvem o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans).

Referência na Bahia – No mês de setembro, o prefeito Mário Alexandre assinou decreto de adesão ao Programa Vida no Trânsito (PVT), iniciativa que consiste na prevenção e redução pela metade das mortes e ferimentos por acidentes em rodovias e áreas urbanas.

 

seminário internacional; segurança viária; sutram; trânsito

Ilhéus é a segunda cidade baiana a implantar o programa, que atualmente engloba todas as capitais do Brasil e os municípios com mais de um milhão de habitantes. O PVT visa cumprir as metas estabelecidas pela Segunda Década de Ação para Segurança Viária, no período compreendido de 2021 a 2030.

“Esse encontro é fundamental para auxiliar o trabalho que já desenvolvemos, através da troca de conhecimentos sobre experiências realizadas em diversas cidades do Brasil e do exterior, com vistas à redução do índice de mortalidade em acidentes”, explica Bomfim.

 

seminário internacional; segurança viária; sutram; trânsitoO Seminário Internacional de Segurança Viária é promovido pela Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN) e pela Câmara Temática de Gestão e Coordenação do PNATRANS (CTPNAT). O evento conta ainda com a participação da sociedade civil organizada, associações, empresas, entidades sem fins lucrativos e representantes de Estados e Municípios.

Todas as ações têm foco na redução de acidentes e óbitos, levando em consideração não somente a fiscalização, mas a infraestrutura viária e as metodologias necessárias para efetivar a educação no trânsito da cidade. Valério Bomfim destaca que Ilhéus é a segunda cidade brasileira a iniciar o movimento de ciclovias e ou ciclofaixas protegidas.