..
..
..
..

Com o lançamento da pedra fundamental da Forever Oceans no Brasil, empresa americana estabelecida em Whashigton, o vice-prefeito Bebeto Galvão, representando o prefeito Mário Alexandre, participou da instalação da companhia nesta sexta-feira, 12, em Ilhéus, ao lado de dirigentes empresariais e governamentais, como os secretários Jorge Seif Jr., de Agricultura e Pesca do governo federal, João Carlos Oliveira, de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura, e Adélia Pinheiro, de Ciência, Tecnologia e Inovação, do Estado. A cidade foi escolhida como o terceiro laboratório da empresa no mundo para a produção de proteína de alta qualidade por meio da psicultura marinha, de forma sustentável. Com uso de tecnologia de ponta em grande escala e inteligência artificial, a Forever Oceans insere Ilhéus, a Bahia e o Brasil na economia azul, do mar.

“O governo municipal tem se colocado à disposição e realizado todos os esforços para a efetivação do projeto e, com a rapidez necessária, observando os limites legais, realizamos o licenciamento ambiental no âmbito do município. Imensa alegria transmitir o abraço do prefeito Mário Alexandre neste lançamento da Forever Oceans aqui em Ilhéus, fruto de um protocolo de intenções. Um alto investimento econômico na ordem de 300 milhões de reais e extremamente importante para nós, porque se consolida como uma nova experiência, matriz econômica e conjunto de oportunidades para a Bahia e para o Brasil”, proferiu, em sua fala, o vice-prefeito Bebeto Galvão.

Ele ressaltou que o diferencial da iniciativa está em reunir produção de proteína em larga escala para a população global, com a garantia da sustentabilidade ambiental, sem poluição ao meio ambiente, além da melhoria do ambiente de negócios pela cadeia inovadora, com atração de novos empreendimentos. Este é o terceiro laboratório da empresa no mundo, que está entre as 25 companhias mundiais inovadoras de frutos do mar, com produção no Panamá e Hawaii.

“Hoje, no Panamá, cultivamos 570 mil alevinos em um só lugar, recorde mundial na produção de peixe tropical. Isso vai ser a norma da Forever Oceans a cada dois meses ou mais”, declarou Jhon Lopes, presidente da empresa no Brasil.

Ao tratar o projeto da empresa como parte do Sul da Bahia e aglutinador de parcerias, o secretário João Carlos posicionou o Governo do Estado como parceiro efetivo para somar à execução do projeto. “O governador Rui Costa me pediu que transmitisse todo o apoio do governo do Estado à esse empreendimento”, disse, ao mencionar a geração de 100 empregos diretos e 450 indiretos.

O fundador e chefe de sustentabilidade da Forever Oceans, Jason Heckathorn, ressaltou que o ambiente da nova fazenda é muito favorável. “O que vejo aqui em Ilhéus é a base para algo grande. Vejo um ambiente que nos permitirá fazer isso de forma ecologicamente correta. Acredito que nosso sistema pode fazer isso de uma forma economicamente atrativa o suficiente para atrair investimentos estrangeiros”, disse, ao enfatizar as necessidades do projeto de reprodutores, implantação das gaiolas, conclusão do licenciamento offshore, processamento do peixe e cada etapa da logística empresarial, com o apoio governamental em todas as instâncias, e dos parceiros.

Segundo informações do município, o aporte de R$ 300 milhões será faseado, sendo que em 2022 a primeira fase se iniciará com investimentos de R$ 25 milhões.

Também se fizeram presentes no lançamento  o presidente da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira, a superintendente da Agricultura do Estado da Bahia, Mércia Santos, o superintendente da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, Maurício Galvão, e os professores universitários Matheus Ramalho (UFSB) e Luiz Gustavo Braga (UESC).