Por G1 BA

Rodoviária de Salvador — Foto: DivulgaçãoRodoviária de Salvador — Foto: Divulgação

Rodoviária de Salvador — Foto: Divulgação

O governo da Bahia anunciou na tarde desta quarta-feira (18) que as rodoviárias de Salvador, Porto Seguro, Prado e Feira de Santana, cidades com casos confirmados de coronavírus, serão fechadas totalmente, como prevenção ao novo coronavírus.

Além disso, o governo informou que solicitará às agências nacionais de Aviação Civil (Anac) e de Vigilância Sanitária (Anvisa) a suspensão, em caráter emergencial, de voos saindo ou chegando de aeroportos baianos para o exterior e para cidades brasileiras com casos de contaminação comunitária, como Rio de Janeiro e São Paulo.

“São medidas duras de restrição de circulação, mas são absolutamente necessárias para que vidas humanas sejam salvas”, conclui Rui.

Conforme a determinação, a partir de sexta-feira (20), nenhum veículo sairá ou chegará na rodoviária de Salvador, que estará fechada. A previsão é que a medida fique em vigor durante por 10 dias.

Com relação à suspensão dos voos, o governador Rui Costa afirmou que assinará os pedidos para a Anac e Anvisa ainda nesta quarta.

“A fim de suspender, imediatamente e em caráter emergencial, todos esses voos. Afinal, os casos registrados na Bahia são de pessoas que chegaram do exterior e dessas duas cidades”, explicou o governador.

Outras medidas

 

O governador determinou também a suspensão de eventos que reúnam mais de 50 pessoas em Salvador, Feira de Santana e Porto Seguro – cidades onde já tiveram casos confirmados –. A nota detalha anda que a medida vale para eventos de cunho religioso, político ou cultural. Há também a suspensão das atividades em ginástica de dança e ginástica.

Outra determinação é a medição da temperatura das pessoas que chegam no estado, seja por aeroportos, rodoviária e rodovias federais, principalmente em passageiros que vêm de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife – cidades em que a contaminação pelo coronavírus já considerada comunitária.

aeroporto e rodoviária da cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, aderiu à medição da temperatura antes do posicionamento do governo.

Postos avançados serão instalados nas BRs 116, 101 e 242, que ligam a Bahia ao centro-oeste do país. A medição da temperatura também será feita em passageiros de caminhões e ônibus. Quem apresentar temperatura elevada ou febre, não terá a entrada permitida no estado. Caso seja baiano, será orientado sobre os procedimentos que deve adotar.

Casos confirmados

Até esta quarta-feira (18), os casos confirmados na Bahia são:

  1. Mulher de 34 anos, de Feira de Santana, contaminada após retornar da Itália, com passagens por Milão e Roma, em 25 de fevereiro;
  2. Mulher de 42 anos, de Feira de Santana, trabalhadora doméstica que teve contato com a mulher de 34 anos;
  3. Idosa de 68 anos, de Feira de Santana, mãe da mulher de 42, que teve contato domiciliar com a 2ª paciente;
  4. Idoso de 73 anos, também de Feira de Santana, marido da mãe da trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com as 2ª e 3ª pacientes;
  5. Mulher de 52 anos, de Salvador, que fez viagem recente à Espanha;
  6. Criança de 11 anos, de Salvador, filha da mulher de 52 anos, que também fez viagem recente à Espanha;
  7. Idoso de 72 anos, de Salvador, que fez viagem recente para a Itália;
  8. Homem de 49 anos, de Salvador, que fez viagem recente à Alemanha e Espanha;
  9. Mulher de 50 anos, de Feira de Santana, que fez viagem recente aos Estados Unidos;
  10. Homem de 53 anos, de Porto Seguro, que foi contaminado durante festa em Itacaré.
  11. Mulher de 35 anos, de Porto Seguro, que teve passagem pelos Estados Unidos Da América;
  12. Mulher, de 42 anos, de Porto Seguro, que teve contato com um paciente contaminado, que estava na festa de casamento da irmã de Gabriela Pugliesi, em Itacaré;
  13. Homem de 42 anos, de Prado, que teve passagem por Milão e Londres;
  14. Idoso de 72 anos, de Salvador, com histórico recente de viagem para São Paulo;
  15. Homem de 50 anos, de Salvador, internado em hospital particular;
  16. Idoso de 60 anos, de Salvador, internado em hospital particular.
  17. Homem, que é médico, e foi infectado quando atendia um dos primeiros pacientes contaminados com a Covid-19.
  18. Mulher, 71 anos, com histórico de viagem pela Espanha e Portugal, que segue internada e evoluindo bem

Notificações

A Bahia registrou 671 casos suspeitos de Covid-19 (coronavírus), de janeiro até esta quarta-feira, quando o último boletim da Sesab foi divulgado.

Desse total, 18 foram confirmados, e 278 aguardam análise laboratorial e 375 foram descartados. O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave.

A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.