Mesmo veiculando notas públicas, dizendo-se ser membro do Partido Verde (PV), o Vereador Paulo Meio Quilo não faz parte mais do mesmo, segundo informações do Presidente do partido José Victor Pessoa, que afirma ter sido informado que o mesmo sairá à reeleição através de outro partido.

De acordo José Victor o pedido para o seu afastamento deu-se desde novembro, quando o competente radialista Marinho Santo, veiculou notícia  de favorecimento pessoal, através dos tickets alimentação, fornecido pela Câmara Municipal de Ilhéus, para os funcionários daquela egrégia Casa. Onde, de acordo a denúncia, ele obrigava os assessores fazerem compras no mercado de sua propriedade, no Bairro Nossa senhora das Vitórias em Ilhéus.

Para o Presidente, a lisura e o Estatuto do partido têm que serem respeitados, até porque, não coadunará com qualquer desvio de conduta de nenhum edil ou membro do mesmo.