sesau

As ações do Dezembro Verde buscam sensibilizar a população de que o abandono de animais é uma conduta criminosa, e colaboram para reduzir o índice de acidentes com os animais. Nos últimos meses, o Centro de Controle Zoonoses (CCZ) de Ilhéus desenvolve ações estratégicas para conscientizar a população sobre a guarda responsável e evitar o abandono desses animais na sede do órgão e nas ruas.

Conforme disse a coordenadora do CCZ do município, dra. Paula Rocha, a meta é dar continuidade as ações educativas sobre o crime de abandono de animais. “Além disso, estamos desenvolvendo estratégias para o controle populacional, evitando a eutanásia desnecessária. Atualmente o procedimento só é realizado em casos extremos de sofrimento do animal sem chance de tratamento”, explica.

Multiplicação do número de castrações, redução do abandono e dos procedimentos de eutanásia, aponta o CCZ. Nos últimos meses um conjunto de ações trouxeram resultados significativos, graças a um programa gestor que objetiva, principalmente, favorecer o prolongamento da vida desses animais, maior oferta da saúde com qualidade, além de amenizar a realidade histórica vivida no município.

O CCZ foi destaque na Feira Cidadã, ocorrida em outubro último, quando ofertou os serviços de vacinação, doação e castração de 184 animais. Outra iniciativa adotada foi a ação de captura e esterilização, através das parcerias com a ONG Planeta dos Bichos e protetoras que atuam para oferecer lares temporários. Durante o evento, todos os animais abandonados foram castrados e doados.

Baseados na guarda responsável, no controle populacional e na prevenção contra o crime de abandono e maus tratos de animais, o CCZ convoca os cidadãos moradores de Ilhéus para atuarem junto ao órgão, no âmbito da proteção animal. Para isso, a unidade que fica localizado no bairro Teotônio Vilela, disponibilizou um novo número de telefone: (73) 98837-7791 para denúncias e informações.

Em entrevista à uma emissora de TV na manhã desta quarta-feira (11), Paula Rocha informou que o município possui uma grande população de animais abandonados. “Ao controlar essa população, combatemos o crime de maus tratos e controlamos o risco de transmissão de zoonoses. Então, pedimos que vacine, castre, não abandone, cuide, adote, alimente e denuncie o abandono e os maus tratos”.