WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus sufotur secom bahia secom bahia secom bahia prefeitura itabuna prefeitura ilheus sufotur secom bahia secom bahia

maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: maio/2024

Jornada de Odontologia da Faculdade de Ilhéus reuniu estudantes e profissionais da área

A sexta edição da Jornada de Odontologia  da Faculdade de Ilhéus (JOFI) ocorreu com sucesso de público e reuniu palestrantes de renome da área da Odontologia contemporânea. O evento, que aconteceu no Auditório Professora Adélia Maria Carvalho de Melo, na sede da Faculdade, contou com aproximadamente 240 participantes.

A Jornada teve como tema “Por uma Odontologia ética e inovadora” e proporcionou aos acadêmicos, docentes e profissionais do setor na região, uma gama de informações de grande valia e atualização de conhecimentos para os atores pertencentes à temática, como avalia a coordenadora do colegiado do curso de Odontologia da Faculdade de Ilhéus, professora Vanessa Barros Gonçalves.

 

Além de palestras, foram realizados workshops nas áreas de estética, prótese e endodontia, apresentação de trabalhos científicos, sorteio de brindes e a presença de expositores em mesas demonstrativas. A professora Vanessa avaliou o evento com saldo positivo, “pelo engrandecimento dos assuntos abordados, que são de enorme importância, principalmente para a formação dos alunos de Odontologia.”

Com essa sexta edição, o evento se consagra, mais uma vez, como uma oportunidade de atualização profissional na área da Odontologia, com grande relevância na região sul da Bahia. A proposta da Jornada de Odontologia da Faculdade de Ilhéus é sempre buscar novos conhecimentos, novas técnicas e estratégias empreendedoras na formação do profissional generalista.

SPM destaca projetos de autonomia econômica e inclusão socioprodutiva em seminário sobre chocolates da Cabruca

Ações da Secretaria das Mulheres do Estado (SPM) voltadas para a autonomia econômica e inclusão socioprodutiva das mulheres foram apresentadas, nesta terça-feira (28), no Seminário “Chocolates da Cabruca: Um Patrimônio da Bahia”, promovido pela Associação dos Produtores de Chocolate do Sul da Bahia (Chocosul), na Unifacs, em Salvador. A secretária das Mulheres, Elisangela Araújo, participou da abordagem sobre “Mulheres no Chocolate: Desafios e Conquistas”.

Elisangela destacou a priorização pelo Governo do Estado das políticas públicas para as mulheres do campo, das cidades, das águas e das florestas, com inúmeras iniciativas desenvolvidas pelas secretarias de governo, a partir do programa Elas à Frente, que é coordenado pela SPM. Nesse contexto, Elisangela destacou os editais que oportunizam formação e o empoderamento das mulheres, por meio de instituições diversas como associações e cooperativas.

A secretária falou sobre a necessidade de valorizar, visibilizar e reconhecer o potencial das mulheres que assumem um papel estratégico na cadeira produtiva do chocolate. “É preciso ter em mente o papel das mulheres na cadeia produtiva do cacau, que ainda inclui a polpa, os nibs, a manteiga e o chopp de cacau, além do aproveitamento da sibirra, que ainda não ocorre em larga escala. A SPM estimula cooperativas de mulheres, o fomento rural, as feiras orgânicas e ainda tem o Selo Lilás, que reconhece e certifica empresas que promovem a igualdade de gênero no ambiente de trabalho”, afirmou Elisangela, ao acrescentar que “é preciso ter um olhar atento para a seguridade social; para a garantia de direitos dessas mulheres; para prevenir e enfrentar as violências de gênero; e capacitá-las como produtoras e gestoras”.

Viveiro educador contribui com recuperação de 120 mil metros quadrados da Mata Atlântica no Sul da Bahia

Angico, aroeira, goiaba flamboyant, ingá, ipê, jacarandá, vinhático, jenipapo, pitanga, embaúba e cedro nomeiam algumas das 20 mil mudas de espécies nativas, pioneiras e frutíferas produzidas pelo Viveiro Educador da Embasa em Ilhéus. Plantadas, nos últimos dois anos, principalmente nas áreas de captação de água e matas ciliares, as mudas ajudam a recompor uma área estimada de 120 mil metros quadrados da Mata Atlântica no sul da Bahia, hoje reduzida a 6% da cobertura original de 36% do território. No Dia Nacional da Mata Atlântica, comemorado no dia 27 de maio, iniciativas como o Viveiro Educador adquirem relevância na atuação para apoiar na preservação do bioma.

Entre os 367 municípios do estado atendidos pela Embasa, 32 são do bioma Mata Atlântica, onde estão em operação 72 sistemas de abastecimento de água, num total de 382.105 ligações e uma população de 1,31 milhão de habitantes. A maioria das captações de água fica em área de mata ciliar, às margens de rios e córregos, daí a importância do replantio. “A mata ciliar protege os cursos de água, enquanto os cílios fazem o mesmo com os olhos”, comparada a assistente social da Embasa Thaíse Dias. As matas ciliares são protegidas por lei e consideradas Áreas de Preservação Permanente (APPs), pois impedem que sujeiras sólidas – terra, resíduos de pesticidas, herbicidas, fungicidas e adubos- cheguem aos corpos d’água. Essa proteção é essencial para manter a qualidade da água que será destinada ao consumo humano após o tratamento.

 

O Viveiro Educador da Embasa, em Ilhéus, fica no entorno da Barragem do Iguape, um dos principais mananciais que abastecem o município. Além da área de plantio e produção de mudas, o viveiro também conta com um módulo educador para o desenvolvimento de atividades de educação ambiental destinada, principalmente, a estudantes. Até agora o plantio aconteceu em localidades de dez municípios do Sul da Bahia: Ilhéus, Canavieiras, Itacaré, Camacã, Aurelino Leal, Floresta Azul, Ubaitaba, São José da Vitória, Itaju do Colônia e Ibirapitanga.

A região cacaueira do sul da Bahia é um bom exemplo de como conciliar agricultura e conservação, devido ao sistema agroflorestal denominado cabruca, onde o cacaueiro é cultivado à sombra das árvores nativas. No entanto, a exploração de madeira e avanço da pecuária configuram um cenário ameaçador. “Daí a importância de ações de recomposição da mata ciliar, a fim de garantir água para o abastecimento da população”, observa a técnica Vanessa Paim, que atua no viveiro educador em Ilhéus, que destaca também a importância do plantio em áreas urbanas visando a criação de zonas de proteção contra o sol.

Social – Outra vertente de atuação da Embasa, além das ações de conservação é o envolvimento da comunidade. A assistente social Thaíse Dias, reforça que educação ambiental é “essencial para a sensibilização sobre a importância da Mata Atlântica, além de programas de reflorestamento e incentivos à sustentabilidade”. Esses são, fundamentalmente, os aspectos trabalhados nas palestras educativas e outras atividades desenvolvidas para estudantes e comunidades das localidades atendidas pela Embasa.

 

(Fotos Divulgação Embasa)

7ª Conferência Municipal de Ilhéus: Rumo a uma cidade inclusiva e sustentável

 

7ª Conferência Municipal 

No dia 6 de junho, a partir das 18h, será realizada a 7ª Conferência Municipal de Ilhéus, que terá como tema “Política Nacional e Estadual de Desenvolvimento Urbano”. O evento tem início no dia 06 de junho, a partir das 18 horas, com a abertura oficial do evento e continua no dia 07, a partir das 07h30, se estendendo ao longo do dia, com o lema “Caminho para uma Cidade Inclusiva, Democrática, Sustentável e Social – Unindo o Campo e a Cidade”.

Participarão da Conferência, o diretor de Planejamento e superintendente de Gestão Territorial do estado da Bahia, Rafael Antônio Pedreira Gaspar de Souza e a superintendente de Mobilidade, Grace Maria França. Este é um espaço importante, em que o poder público e a sociedade civil discutirão propostas para o planejamento urbano de Ilhéus, abordando temas como habitação, mobilidade, saneamento e planejamento territorial.

Um dos pontos altos da conferência será a eleição dos delegados que representarão Ilhéus na 7ª Conferência Estadual da Bahia em 2025, além da escolha dos novos conselheiros que comporão a nova gestão do CONCIDADES/IOS. Este é um momento para definir as prioridades para o desenvolvimento urbano da cidade e garantir uma participação efetiva da comunidade nas decisões que moldarão o futuro de Ilhéus.

A 7ª Conferência Municipal de Ilhéus promete ser um marco importante para o futuro da cidade, consolidando iniciativas que visam uma cidade mais inclusiva, sustentável e preparada para os desafios do século XXI.

Jerônimo se reúne com Lula e Camilo Santana para tratar de nova política de alfabetização

 

Foto Henrique RaynalCC

A apresentação dos resultados do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada foi o tema principal da reunião entre o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e o presidente Lula, no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (28). O encontro – com a presença do ministro da Educação, Camilo Santana, do ministro da Casa Civil, Rui Costa, e de outros gestores estaduais – destacou a recuperação dos índices de alfabetização no Brasil após os impactos da pandemia de Covid-19.

Foto Júlio Dutra

Durante a agenda, o ministro Camilo Santana apresentou dados que mostram que, em 2023, 56% das crianças brasileiras atingiram o patamar de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para o 2º ano do ensino fundamental. “Em 2019, o percentual de estudantes alfabetizados na rede pública do país era de 55%. Em 2021, com a pandemia, caiu para 36%. Em 2023, retomamos ao patamar anterior, subindo para 56%”, ressaltou.

Foto Júlio Dutra

O governador Jerônimo Rodrigues elogiou a iniciativa do governo federal e reforçou a importância de um esforço conjunto para melhorar a educação. “Nós, do Nordeste e da Bahia, temos uma preocupação muito séria com a alfabetização e entendemos que ela não pode ser vista apenas como responsabilidade do município. O Estado tem, assim como a União e a família, a responsabilidade de contribuir com a educação”, afirmou.

 

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, lançado no início de 2023, já conta com a adesão de 100% dos estados e de 99,8% dos municípios. “Falta ainda um município do Mato Grosso, sete municípios de São Paulo e um de Santa Catarina. Mas o resultado mostra o desejo de prefeitos e governadores de construir essa política nacional, independentemente de questões partidárias, políticas ou ideológicas”, destacou o ministro da Educação.

Foto Henrique RaynalCC

Camilo Santana também propôs um pacto com os administradores locais para criar uma premiação nacional que reconheça iniciativas que apresentaram avanços e boas práticas de educação. Ele mencionou, ainda, a parceria dos governadores na implementação do programa Pé de Meia, que recompensa financeiramente estudantes que não abandonam a escola, visando combater a evasão escolar.

Foto Henrique RaynalCC

O Indicador Criança Alfabetizada, calculado com base nos dados das avaliações estaduais de 2023, demonstrou um avanço significativo. “O novo indicador é 20 pontos percentuais acima do desempenho apresentado pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021 e 1 ponto percentual acima da avaliação de 2019 (55%)”, informou o Planalto, em nota.

Para os próximos anos, o governo estabeleceu metas ambiciosas de alfabetização: 60% das crianças brasileiras em 2024, subindo para 64% em 2025, 67% em 2026, e ultrapassando os 80% a partir de 2030.

Ilhéus adere Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite

 

Vacinação Poliomelite

Ilhéus se uniu à Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, promovida pelo Ministério da Saúde. A campanha, que se estende até 14 de junho, tem como objetivo vacinar, no mínimo, 95% das crianças menores de cinco anos, no Brasil. Em Ilhéus, a meta é atingir a maior cobertura vacinal possível, contribuindo para a prevenção da reintrodução do poliovírus no Brasil e reforçando as medidas de erradicação da doença.

“A vacinação é a única forma de prevenção contra a poliomielite, também chamada paralisia infantil. Pedimos aos pais ou responsáveis que levem as crianças ao posto mais próximo para que elas não sofram com as sequelas de doenças imunopreviníveis”, afirmou Eder Gatti, diretor do DPNI (Departamento do Programa Nacional de Imunização), que destacou a importância de aumentar as coberturas vacinais e ampliar o acesso às vacinas contra a poliomielite (Fonte: Ministério da Saúde).

Campanha vacinação Poliomelite

Para garantir o sucesso da campanha, o Ministério da Saúde tem intensificado a divulgação e os sistemas de distribuição das vacinas. Além disso, está programado para o dia 08 de junho, o “Dia D contra a Poliomielite”, uma mobilização nacional, a fim de atingir grande parte do público esperado em toda a campanha, se aproximando ainda mais da meta estipulada. Em Ilhéus, todas as unidades de saúde estão preparadas para a realização da vacina, por isso, é de grande importância que a população leve suas crianças de até cinco anos ao posto de saúde mais próximo, para receber a vacina contra a poliomielite.

Ilhéus Intensifica Obras de Recuperação Viária em Diversas Regiões Jardim Savóia

 

Seinfra - Tapa-buraco

As equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Seinfra) continuam mobilizadas nas ruas, empenhadas na recuperação das vias urbanas e rurais da cidade. A operação abrange diversas frentes de trabalho, com serviços de tapa-buraco, desobstrução de canais, recuperação de pavimentos e meio-fios, entre outras atividades essenciais para a melhoria da infraestrutura local.

Nesta semana, o bairro Jardim Savóia tem sido foco de uma intensificada operação tapa-buracos, garantindo melhores condições de tráfego para os moradores. Além do Savóia, outros bairros como Lomanto Júnior (Pontal) e 19 de Março (Conquista) também estão recebendo intervenções significativas para a melhoria das vias.

Paralelamente, as equipes responsáveis pela requalificação e troca de manilhas estão atuando em diversas áreas, incluindo o Pontalzinho, Avenida Esperança, Rua do Cacau, Alto da Conquista e Sapetinga. Estas ações são fundamentais para assegurar a eficiência do sistema de drenagem e a durabilidade das vias, contribuindo diretamente para a qualidade de vida da população ilheense.

 

Seinfra - Tapa-buraco

 

Essas iniciativas demonstram o compromisso da Prefeitura de Ilhéus em garantir infraestrutura de qualidade para todos. A Seinfra continuará as operações de recuperação e manutenção das vias, assegurando que todas as regiões recebam a devida atenção. A administração municipal reforça a importância dessas ações para promover um ambiente mais seguro e acessível na cidade.

Semana do Brincar encerra nesta quarta (29) com festa para cerca de mil alunos da rede municipal

 

Dua B do Brincar

Nesta terça-feira (28), celebra-se o Dia Mundial do Brincar. Em comemoração, a Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seduc), realiza a Semana do Brincar, que terá seu grande encerramento nesta quarta-feira (29), destacando que também se aprende quando se brinca.

Com o tema “Vem pra Roda – No Ritmo do Brincar”, a Semana promove atividades que mostram a integração entre diversão e ensino. As escolas têm realizado atividades lúdicas diariamente, culminando no encontro dos alunos no Centro de Convenções de Ilhéus na quarta-feira.

Das 8h às 17h, cerca de mil crianças das unidades de ensino infantil e anos iniciais, vindos de todas as unidades, tanto zona rural como da urbana, participarão das atividades no Centro de Convenções. Essa ação global visa aumentar a consciência sobre a importância do brincar livre na infância, além de fortalecer os laços comunitários.

A Seduc organizará atividades que engajam os sentidos, permitindo às crianças participar de jogos simbólicos e redescobrir espaços, contribuindo para o desenvolvimento integral dos estudantes.

Serviço:
Semana do Brincar, em comemoração ao Dia Mundial do Brincar
Data:
 29 de maio (evento de encerramento com atividades lúdicas)
Local: Centro de Convenções de Ilhéus
Horário: das 8h às 17h

Grupo do atual Prefeito de Una estaria pressionando os funcionários para mobilizar em prol da Pré -Campanha do seu indicado

Segundo informações que circulam pelos quatro cantos de Una, o grupo do atual prefeito estaria usando o peso do mandato para forçar o envolvimento dos funcionários da prefeitura nas ações de seu pré-candidato.

Fontes dizem que o gestor estaria visivelmente preocupado com o crescimento da pré-candidatura de sua opositora, conhecida como Doutora Joanira, e iniciou uma pressão grande para que os trabalhadores comissionados, os gratificados e os terceirizados andem vestidos de azul, participem ativamente dos eventos, inclusive nos finais de semana, e se mobilizem ativamente nas redes sociais, curtindo, comentando e compartilhando tudo o que for de interesse do grupo político. Teria até equipe monitorando as redes sociais.

Alguns funcionários já não suportam mais a pressão e passaram a printar conversas nos grupos de WhatsApp. Fala-se até em assédio eleitoral.

Fonte Ilhéus 24hrs

Itacaré Recebe o EBINHA ITACARÉ Festival: Um Encontro de Motociclistas Com Muitas Atrações



De 17 a 19 de maio de 2024, Itacaré é o palco do EBINHA ITACARÉ Festival, um encontro de motociclistas que agitou a cidade com diversas atividades e atrações musicais. Realizado pela Prefeitura de Itacaré e organizado pelo grupo Bodes Do Asfalto Subsede de Ubaitaba, o evento conta com o apoio da Secretaria de Turismo de Itacaré e da Loja Maçônica ARLS Ecologia e Fraternidade.

:: LEIA MAIS »

Justiça marca audiência de conciliação entre filho e viúva de Gal Costa em processo por disputa de herança da cantora

Por Gustavo Honório, g1 SP — São Paulo

 

Wilma Petrillo e Gabriel Costa, viúva e filho de Gal Costa — Foto: Reprodução

Wilma Petrillo e Gabriel Costa, viúva e filho de Gal Costa — Foto: Reproduçã

A Justiça de São Paulo aceitou pedido de Wilma Petrillo, viúva de Gal Costa, e agendou uma audiência de conciliação entre ela e Gabriel Costa, filho da cantora.

A solicitação foi feita no âmbito do processo movido por Gabriel que pede a nulidade de um documento assinado por ele mesmo no qual dizia que Wilma vivia com Gal como se fossem casadas, fator determinante para o reconhecimento de união estável entre as duas — o que também a colocou na posição de herdeira.

Wilma alega que a audiência, marcada para 2 de julho, é importante para que as partes possam “finalmente entrar em um acordo em relação à partilha” dos bens de Gal. Ela chega a sugerir que o encontro aconteça de forma presencial, o que não foi acatado pela Justiça

Segundo a viúva, a disputa pela herança de Gal Costa está causando elevado desgaste familiar. Na nova petição, ela voltou a citar a suposta namorada de Gabriel, que seria 33 anos mais velha que o jovem de 18 anos: “Pode estar lhe causando estado de vulnerabilidade”.

Sob essa justificativa, Wilma chegou a pedir uma perícia psicossocial em Gabriel, o que foi negado pela Justiça. O juiz da 12ª Vara da Família e Sucessões da capital disse que o estado mental do rapaz não é tema do processo, principalmente por ele ser maior de idade e capaz.

Sobre reconhecer a união amorosa entre sua mãe e Wilma, o herdeiro afirma que apenas escreveu e assinou a carta porque teria sido coagido pela viúva. Ele diz que temia por sua segurança física e psicológica em razão de, à época, morar na mesma casa que a viúva.

 

O filho da cantora diz que as coações começaram a partir da morte de Gal, em novembro de 2022. De acordo com Gabriel:

  • Ele foi “submetido por Wilma a ingerir medicamentos de receita controlada, tendo ingressado em estado de tamanho abalo psicológico que teve sua capacidade cognitiva severamente reduzida”;
  • Wilma lhe fazia ameaças “dizendo que deveria a ela se submeter”, alegando que a Justiça teria deferido a guarda dele a ela até os 21 anos;
  • A viúva teria tentado convencer Gabriel a assinar “um documento de confissão de dívida e que possuía direito sobre 75% dos bens [de Gal] e que, por mera liberalidade, decidiu dividir os bens em 50% para ela e 50% para o herdeiro”;
  • Wilma teria dito: “Se você não assinar [a declaração], a gente não recebe o dinheiro e a gente vai passar fome, você não pode fazer isso comigo, não, Gabriel”

Pedido de exumação do corpo de Gal

 

Viúva e filho de Gal Costa travam batalha na Justiça por herança. — Foto: Reprodução/Fantástico

Viúva e filho de Gal Costa travam batalha na Justiça por herança. — Foto: Reprodução/Fantástico

Justiça negou o pedido de exumação do corpo de Gal Costa, que morreu aos 77 anos em novembro de 2022. Isso porque a solicitação feita por Gabriel Costa, filho da cantora, extrapola a esfera administrativa e registral da Vara de Registros Públicos, que ficou responsável por analisar o requerimento (leia mais abaixo).

juíza pediu, ainda, que o processo seja encaminhado à polícia, por meio da Central de Inquéritos Policiais e Processos (CIPP), para apuração dos fatos narrados por Gabriel Penna Burgos Costa e investigação de possível crime cometido por Wilma Petrillo, viúva da artista.

“A questão trazida pelo requerente não é apenas registral, mas também notícia-crime. Os fatos narrados sugerem a prática de delito em face da Sra. Gal Maria da Graça Penna Burgos Costa”, diz a decisão.

‘Estava com calafrio’, ‘ficou quietinha, encolhida’: Filho e viúva de Gal Costa contam como foi o dia da morte da cantora

Apesar de ter atribuição para decidir sobre exumação e translado de pessoas sepultadas na capital a partir de três anos, a Vara da Justiça paulista que aprecia o caso apontou que não tem autoridade para determinar os procedimentos para fins de prova em processo criminal.

O decreto nº 16.017/80, que trata do tema, diz que, “fora dos prazos estabelecidos […], a exumação de corpos poderá ser autorizada, previamente, pela autoridade sanitária estadual nos casos de interesse público comprovado, bem como nos de pedido de autoridade judicial ou policial para instruir inquéritos”

Filho questiona causa da morte

Gabriel Costa e Wilma Petrillo falam sobre a disputa que travam na Justiça pela herança de Gal Costa

Gabriel Costa pediu à Justiça de São Paulo autorização para que o corpo da mãe seja exumado e passe por necrópsia. O único herdeiro questiona a informação do atestado de óbito e agora quer uma perícia judicial para determinar a causa da morte da cantora.

Segundo o documento, Gal morreu aos 77 anos, em novembro de 2022, em decorrência de um infarto agudo no miocárdio. A certidão descreve ainda como causa da morte uma neoplasia maligna [câncer] de cabeça e pescoço.

Gabriel diz que, um dia antes do falecimento, a mãe estava aparentemente bem de saúde:

“A situação se faz de tal modo misteriosa que o requerente, filho único e herdeiro da de cujus [substitui o nome do falecido], se pergunta como veio a falecer sua mãe, que parecia estar bem, vivenciando o dia a dia em sua residência e, de repente, foi acometida, subitamente, com a morte, sem testemunhas que descrevessem como e porque se deu a passagem. Sem explicações”, apontou a defesa.

 

Gabriel Costa, filho único de Gal, durante o velório da cantora — Foto: Luiz Franco/g1

Gabriel Costa, filho único de Gal, durante o velório da cantora — Foto: Luiz Franco/g1

O advogado de Gabriel afirma que, na verdade, Gal teve “morte natural por causa desconhecida”, e não infarto agudo do miocárdio. Segundo ele, no momento da morte, não havia nenhum médico que pudesse atestar o verdadeiro motivo do óbito.

petição afirma também que Wilma Petrillo, viúva de Gal e madrinha de Gabriel, recebeu o Samu no local da morte e proibiu “qualquer autópsia que fornecesse maiores informações e determinando desde logo o sepultamento em jazigo particular, de acesso restrito”.

“A questão aflige tanto o filho de Gal quanto amigos próximos da cantora, que, desde sua morte, realizam pleitos para investigação da causa da morte.”

Em nota, as advogadas de Gabriel informaram que “saúdam a decisão da Justiça que determina a apuração da causa da morte de Gal Costa, uma das maiores cantoras do Brasil. Sua família e seus fãs têm o direito de saber a verdade dos fatos”.

“Cabe lembrar que o Samu já emitiu nota dizendo que não atestou a causa da morte, cabendo à médica que assina o óbito esclarecer as circunstâncias que a levaram a declarar ‘infarto agudo do miocárdio’ e ‘linfoma de pescoço e cabeça’.

Cabe, ainda, esclarecer por que o corpo não se submeteu ao exame de autópsia.

Outro fato que caberá à autoridade policial investigar são as razões pela qual Wilma Petrillo segregou o corpo de Gal Costa em cemitério na capital paulista. Wilma não desconhecia a vontade de Gal Costa de ser sepultada junto com a sua mãe, Mariah, em jazigo por ela adquirido no Rio de Janeiro

Desta forma, a defesa de Gabriel Costa recorrerá da parte da decisão judicial que não deferiu o traslado do corpo de Gal Costa ao Rio de Janeiro”, diz o comunicado.

 

Desejo de ser sepultada no Rio de Janeiro

 

O filho pede, também, que o corpo da mãe seja transferido do Cemitério da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo, na região central da cidade de São Paulo, para o Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

Segundo o pedido, Gal manifestou “vontade inequívoca” de ser sepultada da capital fluminense.

“Não é justo, tampouco jurídico, que ela esteja segregada entre pessoas estranhas aos laços de sua família, e em um futuro distante (assim se espera), o requerente, com sua mãe e avó materna (Mariah Costa Penna) no Cemitério São João Batista, na Cidade do Rio de Janeiro”, diz o documento.

“No Cemitério eleito por ela, como manifestação de última vontade, encontram-se os restos mortais de todos, ou talvez da quase totalidade, dos maiores nomes que representaram a cultura musical da Nação Brasileira e que viveram em grande parte de suas vidas no Rio de Janeiro, a saber: Ademilde Fonseca, Waldir Azevedo, Anísio Silva, Carmem Miranda, Braguinha, Cazuza, Ari Barroso, Francisco Alvez, e outros de igual grandeza.”

Filho diz ter sido coagido por Wilma Petrillo

 

Gabriel, filho de Gal Costa — Foto: Reprodução

Gabriel, filho de Gal Costa — Foto: Reprodução

Gabriel também acionou a Justiça para requerer a nulidade de um documento assinado por ele mesmo no qual dizia que Wilma Petrillo vivia com Gal como se elas fossem casadas. Na manifestação, que agora questiona, Gabriel disse também que considerava Wilma como mãe.

A declaração foi determinante para que o Judiciário reconhecesse que Wilma mantinha união estável com Gal, o que a colocou também na posição de herdeira (leia mais abaixo).

No entanto, segundo Gabriel, ele apenas escreveu e assinou a carta porque teria sido coagido por Wilma. Ele disse, ainda, que temia por sua segurança física e psicológica em razão de, à época, morar na mesma casa que a viúva

Gal Costa e o filho Gabriel. — Foto: Reprodução/ Instagram

Gal Costa e o filho Gabriel. — Foto: Reprodução/ Instagram

Gabriel aponta, ainda, que, desde a infância, não presenciou indicativos de que sua mãe e Wilma se relacionavam como casadas, embora não descarte a possibilidade de que ambas teriam se relacionado amorosamente antes de sua adoção.

Ele diz que considera Wilma sua madrinha e que nutre por ela “grande estima e consideração, apesar de ter consciência da manipulação psicológica e da coação exercida durante os eventos ocorridos”.

Esposa e filho de Gal Costa em velório da cantora na Assembleia Legislativa de São Paulo — Foto: Luiz Franco/g1

Esposa e filho de Gal Costa em velório da cantora na Assembleia Legislativa de São Paulo — Foto: Luiz Franco/g1

O juiz da 12ª Vara da Família e Sucessões da capital, no entanto, apontou que Gabriel deve ingressar com ação própria e não reconheceu pedido algum proposto no âmbito da ação de inventário.

Wilma solicitou abertura de inventário e reconhecimento de união estável pós-morte em janeiro de 2023, dois meses depois da morte de Gal. Ela diz que ambas conviveram por cerca de 20 anos.

Gal Costa e Gabriel — Foto: Reprodução

Gal Costa e Gabriel — Foto: Reprodução

Inscrições para Redes de Formação em Cultura Digital estão abertas

Publicado em 19/05/2024 – 10:24 Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

Estão abertas até o dia 1º de julho as inscrições para a ação Redes de Formação em Cultura Digital – Labic Brasil, iniciativa do Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Formação Cultural, Livro e Leitura (Sefli), e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio da Pró-Reitoria de Extensão. A ação tem parceria do Laboratório de Inovação Cidadã e da Mídia Ninja. O formulário de inscrição pode ser acessado aqui.

Inicialmente, serão selecionados 30 projetos sediados no Distrito Federal e Entorno, que participarão de encontros presenciais e remotos, visando ao desenvolvimento e à construção de redes em cultura digital. As equipes da Pró-Reitoria de Extensão da UFRJ e da Mídia Ninja integrarão o grupo que fará a seleção dos 30 projetos da Região Centro-Oeste que participarão da ação.

“A gente também está mobilizando parceiros que trabalham com cultura digital, que conheçam redes sociais e que tenham ação nas redes forte. Na seleção, também, a ideia é pegar projetos que possam ter essa relação com a ação social, a situação cultural, mas que tenham uma proposta para o uso das redes”, disse nesta sexta-feira (17) à Agência Brasil a pró-reitora de Extensão da UFRJ, Ivana Bentes. Podem se inscrever iniciativas ligadas a temas como diversidade, formação, sustentabilidade, ações culturais, livro e leitura, culturas indígenas, meio ambiente e usos da inteligência artificial para o bem comum.

“Mas a ideia é trazer a formação em cultura digital, porque estamos no contexto das fake news [notícias falsas], da forma como as pessoas podem usar melhor redes, inteligência artificial (IA) para o bem comum, para coisa boa, porque muitas pessoas só pensam nessas ferramentas como algo negativo. Elas têm um potencial enorme de ação”, disse Ivana. Segundo ela, mentorias e oficinas sobre checagem de notícias, segurança digital e criação de conteúdo são exemplos das formações previstas.

Impacto social

Nessa primeira ação territorial, podem se inscrever projetos, ações, redes, coletivos e organizações de impacto social, ligados a propostas de transformação social, cidadania, diversidade e ampliação de direitos. Serão aceitas propostas de projetos de todo o Distrito Federal. Não é necessário que os proponentes tenham formação ou titulação acadêmica. O objetivo da formação é apoiar ações, redes, coletivos, projetos e pesquisas aplicadas em diversos eixos temáticos, entre eles, combate à desinformação, educação midiática, tecnologias para o bem comum e ações de mídia.

Os trabalhos que resultarem da formação poderão ser usados nas comunidades, constituindo uma grande rede de impacto nos territórios, destacou Ivana Bentes. De acordo com ela, a formação vai funcionar como um curso de extensão da UFRJ. “As mentorias, as discussões. Isso é bacana porque amplifica esse impacto territorial”. Os encontros serão transmitidos pelo canal do da Pró-Reitoria de Extensão da UFRJ no YouTube.

Os 30 projetos selecionados vão receber ajuda de custo no valor de R$ 1 mil para participar do laboratório. Os recursos são oriundos do MinC, por meio da Sefli. As iniciativas selecionadas receberão apoio de mentores, professores, empreendedores, estudantes, especialistas e convidados, durante o período de realização da ação. Todas as atividades são gratuitas. O resultado da seleção será divulgado no dia 19 de julho.

Demais regiões

Além do Centro-Oeste, haverá edições nas demais regiões do Brasil, o que está previsto para ocorrer entre 2024 e 2025. No total, serão 150 projetos apoiados na ação Redes de Formação, informou à Agência Brasil o coordenador-geral de Articulação de Políticas de Cultura e Educação do MinC, Rafael Maximiniano. Ele ressaltou que os projetos culturais que tenham ligação com os eixos temáticos propostos no edital já podem estar em execução.

De acordo com o coordenador-geral, será realizado um encontro online dos projetos selecionados no dia 29 de julho e haverá encontros presenciais entre os dias 2 e 4 de agosto, na Nave Ninja Brasília, no Lago Norte. Conforme reforça o secretário de Formação Cultural, Livro e Leitura do MinC, Fabiano Piúba, o Labic Brasil compõe uma política de formação artística e cultural, compreendendo o papel do letramento digital como componente estratégico para o desenvolvimento de tecnologias, redes, plataformas e mídias, mas, sobretudo, para a formação de repertórios culturais, estéticos, artísticos, políticos e sociais na produção de conteúdos e de mídias livres, inventivas, críticas e territoriais, inclusive para o enfrentamento à desinformação e às fake news.

Labics

Os laboratórios de Inovação Cidadã (Labics) são espaços de experimentação, aprendizagem e criação de soluções para resolver problemas e desafios da sociedade. A partir de tecnologias colaborativas e do envolvimento da própria comunidade, os participantes propõem processos e projetos baseados em mentorias e trocas, que resultam em iniciativas inovadoras voltadas para o uso comum.

Os Labics se baseiam na metodologia utilizada pela Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib), organismo internacional que apoia os 22 países que constituem a comunidade ibero-americana, sendo 19 da América Latina de língua espanhola e portuguesa, além da Espanha, Portugal e Andorra, na Península Ibérica.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia