WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia prefeitura itabuna prefeitura itabuna prefeitura ilheus prefeitura ilheus prefeitura ilheus secom bahia prefeitura itabuna secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia

abril 2023
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

:: 25/abr/2023 . 14:05

Governo da Bahia publica resultado final de concurso para Polícia Técnica

Departamento de Polícia Técnica de Salvador — Foto: Maiana Belo/G1

Departamento de Polícia Técnica de Salvador — Foto: Maiana Belo/G1

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (25) o resultado final e a homologação do concurso público para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Polícia Civil do Estado.

Na publicação realizada pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb), podem ser conferidos os resultados definitivos da terceira etapa do concurso, que compreende prova de títulos, procedimento de heteroidentificação e perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência.

Os documentos estão disponíveis também no portal RH Bahia e no site da organizadora do certame, o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan).

O concurso visa preencher 456 vagas, incluindo 166 para perito criminal, 103 para médico legista, 10 para perito odonto-legal e 177 para perito técnico. Após a homologação, os candidatos serão convocados a realizar exames pré-admissionais (teste de aptidão física, exames médicos e exames psicológicos) e investigação social.

Os considerados aptos serão convocados a participar do Curso de Formação de Policiais Civis. As vagas serão preenchidas de acordo com a classificação final e o interesse da administração pública.

Com edital de abertura das Inscrições publicado no dia 3 de setembro de 2022, no Diário Oficial do Estado, o certame do Departamento de Perícia Técnica ofereceu vagas para profissionais de nível superior, incluindo oportunidades para perito criminal, médico legista, perito odonto-legal e a perito técnico.

As carreiras integram quadro de pessoal da Polícia Civil e terão carga horária semanal de 40 horas.

Em dezembro de 2022, mais de 9 mil candidatos fizeram as provas para concorrer a uma das vagas. O exame foi composto por uma prova objetiva, com 100 questões de múltipla escolha, abordando conhecimentos gerais e específicos, além de uma prova discursiva, voltada para a elaboração de texto dissertativo.

Mãe de Lucas Terra celebra júri de pastores 22 anos após crime, mas desabafa: ‘não é uma vitória, porque passou muito tempo’

Júri popular do caso Lucas Terra acontece hoje na Bahia
Júri popular do caso Lucas Terra acontece hoje na Bahia

“São 22 anos de impunidade, de abuso do tempo de espera. Esperar para que haja o julgamento de uma criança, todos esses anos, é ferir a nossa família todos os dias. Hoje, eu sinto como se não fosse uma vitória, porque quando passa muito tempo ela perde o efeito, mas eu quero que eles sejam julgados e que tenham pena máxima”.

O desabafo acima é de Marion Terra, mãe do jovem Lucas Terra, que foi estuprado e queimado vivo aos 14 anos. Os acusados do crime são três pastores da Igreja Universal do Reino de Deus. Um deles, Silvio Galiza, foi condenado em 2007 e os outros dois, Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva, começarão a ser julgados nesta terça-feira (25).

Marion Terra, mãe de Lucas Terra — Foto: Reprodução/TV Bahia

Em março de 2001, o adolescente flagrou uma relação sexual entre os pastores Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva, dentro do templo da Igreja Universal do Reino de Deus, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Depois disso, Lucas foi estuprado, e colocado em uma caixa de madeira, onde foi queimado vivo em um terreno baldio na Avenida Vasco da Gama, com a ajuda do terceiro pastor, Silvio Galiza – que já teve condenação, pena reduzida e acabou solto por liberdade condicional em 2012.

“O meu filho não teve direito à defesa. Era uma criança de 14 anos, estava ali porque amava Cristo. Ele era um evangelizador, ele falava de Jesus todos os dias. Ele dizia: ‘mãe, esse bairro aqui da Santa Cruz é um poço de almas, de vidas para eu trazer para Cristo’”, disse Marion

Pai morreu sem ver julgamento

Pai de Lucas Terra protestou em frente ao fórum de Salvador — Foto: Reprodução/ TV Bahia

Pai de Lucas Terra protestou em frente ao fórum de Salvador — Foto: Reprodução/ TV Bahia

“É o momento de fechar esse ciclo, e de poder fazer aquilo que o Carlos não pode fazer. O Carlos acabou jogando a toalha, e adoeceu nessa caminhada. Eu lamento por ele, meu companheiro, não estar aqui”.

O Carlos a quem Marion se refere era o pai de Lucas e então companheiro dela. José Carlos Terra morreu em fevereiro de 2019, no Hospital Geral Ernesto Simões Filho, após ter uma parada respiratória decorrente de uma cirrose hepática, diagnosticada um ano antes.

Por muitos anos, Carlos foi o símbolo da luta da família na cobrança da marcação do júri dos pastores. Ele fez vários protestos e chegou a acampar na frente do Fórum Ruy Barbosa, em 2012, para cobrar celeridade da Justiça no julgamento do crime.

“Toda nossa caminhada foi feita um amparando outro. Hoje a me sinto sozinha aqui, mesmo com meu filho [irmão de Lucas]. A companhia dele, que nunca desistiu de lutar – ele sempre acreditou, dizia para mim: ‘Marion, mesmo que demore, mesmo que seja até o último dia da minha vida, nós vamos lutar para que esses homens sentem no banco dos réus’”.

“Então, o que eu quero hoje é que haja uma pena justa, uma pena máxima. Que Fernando Aparecido da Silva e o pastor Joel Miranda sejam julgados pela sociedade baiana”.

Pai de Lucas Terra protestou várias vezes por causa do crime — Foto: TV Bahia

Pai de Lucas Terra protestou várias vezes por causa do crime — Foto: TV Bahia

Marion também chamou a atenção para o fato de que o crime foi cometido dentro da igreja evangélica, envolvendo outros três templos.

“Não foi um crime nas ruas de Salvador. Envolve três templos da Igreja Universal: Pituba, Rio Vermelho e Santa Cruz. Como podem esses homens acharem que, em 22 anos, eles vão tirar o direito meu de julgamento? Acabou para eles. Eu tenho certeza que eles saem daqui condenados. Condenados pela sociedade baiana, que não vai deixá-los impunes”.

“Eu estou aqui sozinha, mas eu me sinto amparada pela sociedade baiana, por cada pai, cada mãe. Para que eles nunca mais tenham a chance de violentar, de queimar vivo, como eles fizeram com meu filho”.

Por meio de nota, a Igreja Universal do Reino de Deus informou que “está completamente convicta quanto à inocência de Fernando Aparecido da Silva e Joel Miranda”, que seguem atuando como pastores nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. (Veja nota na íntegra abaixo)

Julgamento

Lucas Terra tinha 14 anos quando foi abusado sexualmente e queimado vivo  — Foto: Reprodução/TV Bahia

Lucas Terra tinha 14 anos quando foi abusado sexualmente e queimado vivo — Foto: Reprodução/TV Bahia

O júri começou nesta manhã no Fórum Ruy Barbosa, e a previsão é de que será concluído na sexta-feira (28). Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva serão julgados pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Os três agravantes para o homicídio são: o motivo torpe, o emprego do meio cruel e a impossibilidade de defesa da vítima. A defesa dos pastores disse, em nota, estar convicta da inocência deles, e que não há provas ou indícios contra os dois pastores, Joel Miranda e Fernando Aparecido.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA), responsável por oferecer a denúncia à Justiça, não informou se eles também irão a júri pelo abuso sexual. Na época, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) não constatou o estupro nos exames de necropsia.

Um dos advogados da família de Lucas Terra, Ricardo Sampaio, disse que a acusação tem provas de que o estupro foi cometido e vai apresentá-las durante o julgamento.

“A gente vai criar um certo resguardo, porque é a tese da acusação. A gente não vai adentrar, nesse momento. Uma coisa eu posso dizer: existem provas suficientes de que eles praticaram o crime, sejam elas testemunhais ou de outras naturezas

Os réus deste júri:

 

Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva, respectivamente — Foto: Reprodução/TV Bahia

Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva, respectivamente — Foto: Reprodução/TV Bahia

👉 Joel Miranda: na época do crime, Joel era pastor da Igreja Universal no Rio Vermelho – onde o estupro ocorreu. Após o crime, ele se mudou para o Rio de Janeiro, onde até 2022 comandava uma igreja.

👉 Fernando Aparecido da Silva: em 2001, ele trabalhava no Templo da Pituba. Após o crime, ele passou a comandar uma igreja em Minas Gerais.

Histórico:

👉 O pastor Silvio Galiza foi o primeiro a ser identificado pela polícia, por participação no crime. Ele foi apontado como o principal autor da morte de Lucas Terra. Em 2004, ele foi condenado a 18 anos de prisão e cumpriu cerca de sete anos de regime fechado. Em 2012, ele ganhou liberdade condicional.

👉 Em 2007, Silvio denunciou os pastores Joel Miranda e Fernando Aparecido da Silva por envolvimento no crime. Ele também confirmou que o flagrante da relação sexual entre Joel e Fernando foi a motivação do crime.

👉 Em 2008, o pastor Fernando Aparecido da Silva chegou a ser preso, mas em poucos meses, passou a responder o processo em liberdade.

👉 Em novembro de 2013, a Justiça inocentou Joel e Fernando. A família de Lucas recorreu e, em setembro de 2015, os desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) decidiram, por unanimidade, que os religiosos fossem à júri popular, decisão confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

👉 Em abril de 2017, o STJ negou recurso especial para os acusados, que pediram a suspensão do júri popular.

👉 Em novembro de 2020, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu que os pastores vão a júri popular.

Nota da Igreja Universal na íntegra

 

“A Igreja Universal do Reino de Deus esclarece que está completamente convicta quanto à inocência de Fernando Aparecido da Silva e Joel Miranda, que são Pastores da Universal, estando um em Minas Gerais, e o outro no Rio de Janeiro.

Quem conhece o trabalho da Igreja sabe que ela exige de todos os membros de seu corpo eclesiástico um comportamento irretocável, para que possam exercer a função missionária a eles confiada, como um verdadeiro exemplo de conduta para a comunidade onde atuam. Afastando, assim, qualquer um que tenha um comportamento contrário à fé cristã e do comportamento requerido de bispos e pastores. Contudo, em relação aos dois – ambos com quase 32 anos de ministério –, jamais foi encontrado, até aqui, comportamentos, provas ou indícios que os coloquem na cena deste crime tão brutal e lamentável.

Posto isto, a Universal reforça que continua acreditando na Justiça brasileira, e tem a convicção de que será restabelecida a justa decisão à época da Juíza de 1ª instância, de não os levarem a júri popular, por absoluta ausência de provas contra os mesmos.

Nossas orações – pelos familiares da vítima –, e pelos pastores, que, juntamente de seus familiares, têm sido submetidos a uma grave, descabida e injusta pena, em uma campanha midiática que já dura há anos. Os Bispos, pastores e milhões de simpatizantes da Universal que estão entre as maiores vítimas de preconceito religioso no Brasil, sentem também essa dor”.

No Parlamento de Portugal, Lula é vaiado e aplaudido, critica extremismo e condena invasão da Ucrânia pela Rússia

Presidente do Parlamento cobra respeito após protesto em discurso do Lula em Portugal

No início do pronunciamento, 11 parlamentares do partido de extrema direita Chega fizeram um protesto, respondido com aplausos a Lula por integrantes das outras bancadas. O presidente do Parlamento português, Santos Silva, do Partido Socialista (PS), cobrou respeito dos presentes.

Na sequência do discurso, o presidente brasileiro disse, mais de uma vez, que há uma onda crescente de ideologias extremistas, que ele disse serem “impulsionadas pela ditadura dos algoritmos”.

“Elas [ideologias extremistas] reduzem o espaço para o diálogo e a empatia, propagam o ódio e constrangem a expressão de nossa humanidade”, afirmou o petista.

Lula também criticou o que chamou de “políticos demagogos” contrários à integração da União Europeia. Ele defendeu a ampliação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

O presidente disse, em outro momento, que soluções militares para os problemas atuais não são a saída e que é preciso ter diálogo para que conflitos nacionais e internacionais sejam resolvidos.

“Quem acredita em soluções militares para os problemas atuais luta contra os ventos da história. Nenhuma solução de qualquer conflito, nacional ou internacional, será duradoura se não for baseada no diálogo e na negociação política”, disse Lula.

Lula defende solução pacífica para a guerra na Ucrânia

Invasão da UcrâniaO presidente brasileiro também voltou a condenar a invasão da Ucrânia pela Rússia. É a terceira declaração de Lula nesse sentido após ser criticado, inclusive pela Casa Branca, por dizer que a Ucrânia também teria responsabilidade pelo início do conflito.

No sábado, também em PortugalLula negou ter igualado responsabilidade de Rússia e Ucrânia pela guerra e pediu uma saída negociada para o conflito – a fala do presidente ocorreu depois de participar de reunião com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

“Condenamos a violação da integridade territorial da Ucrânia. Acreditamos em uma ordem internacional fundada no respeito ao Direito Internacional e na preservação das soberanias nacionais. Ao mesmo tempo, é preciso admitir que a guerra não poderá seguir indefinidamente. A cada dia que os combates prosseguem, aumenta o sofrimento humano, a perda de vidas, a destruição de lares. As crises alimentar e energética são problemas de todo o mundo. Todos nós fomos afetados, de alguma forma, pelas consequências da guerra. É preciso falar da paz. Para chegar a esse objetivo, é indispensável trilhar o caminho pelo diálogo e pela diplomacia.”, disse o presidente nesta terça.

 

As declarações de Lula em Portugal diferem da postura que Lula vinha adotando nos últimos meses. Na semana passada, por exemplo, o petista disse durante uma visita aos Emirados Árabes Unidos que a Ucrânia tem responsabilidade pelo início do conflito e que os Estados Unidos e a Europa prologam a guerra.

Prefeitura de Itabuna inicia Mutirão de Mamografias em unidade móvel do Governo do Estado

 

“Uma agente comunitária foi que me alertou sobre a mamografia. Por isso, resolvi fazer o exame”, disse dona Edna Palma, 68 anos, uma das mulheres atendidas pela Unidade Móvel do Governo do Estado que dá apoio a Prefeitura de Itabuna no Mutirão de Mamografias para o rastreio do câncer de mama. A Carreta de Mamografias Itinerante da Secretaria de Saúde da Bahia atende mulheres, com idade entre 50 a 69 anos, residentes na cidade.

Os atendimentos começaram nesta segunda-feira, dia 24, em frente ao antigo SESP e prosseguem até 11 de maio. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é a de realizar 2.250 mamografias. “O exame é fundamental para esse rastreio em mulheres com idade entre 50 a 69 anos. As mulheres precisam buscar uma requisição nas Unidades Básicas de Saúde”, disse a secretária Lívia Mendes Aguiar.

Segundo ele, a mamografia fica pronta em até 40 dias. Se houver alguma alteração, a paciente faz uma ultrassonografia e biópsia. Em caso de resultado positivo para câncer, a mulher vai iniciar o tratamento gratuito oferecido pelo Governo do Estado. “Para fazer a mamografia, é preciso estar dentro faixa etária, ter feito o exame há mais de um ano e ter a mama íntegra, ou seja, sem cicatriz”, explicou a secretária.

Prefeitura de Ilhéus abre consulta pública virtual para elaboração da LDO 2024

 

LOA 2024A Prefeitura de Ilhéus lançou uma consulta pública para coletar sugestões da população que devem ser utilizadas na elaboração dos projetos de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do exercício 2024. A consulta ficará disponível até o dia 25 de maio.

Clique aqui e participe.

A iniciativa tem objetivo de ampliar a participação de toda a população, ofertando um espaço democrático, que além de dar transparência, legitima o processo de planejamento orçamentário municipal. A LDO estabelece as metas e prioridades da Administração Pública, orientando a elaboração e execução do orçamento com base no planejamento aprovado pelo Legislativo.

O questionário é um instrumento de participação popular, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), aberto a todos os cidadãos, que poderão participar e compartilhar sugestões.

O questionário pede a indicação de ações que, na visão do munícipe, devem receber prioridade nos investimentos e apresenta, entre outros temas, sugestões relacionadas à Saúde, Educação, Infraestrutura, Esporte, Cultura, entre outras áreas.

Mário Alexandre recepciona ministro Waldez Góes e entrega relatório de danos causados pelas chuvas

 

ministro; Waldez Góes

O prefeito Mário Alexandre segue buscando recursos para recuperar os prejuízos causados pela chuva que atingiu Ilhéus na semana passada. Na última segunda-feira (24), acompanhado da deputada estadual Soane Galvão, o prefeito recepcionou o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, que desembarcaram no Aeroporto Jorge Amado, e logo após seguiram para algumas cidades da região.

Na oportunidade, Mário Alexandre entregou ao ministro um relatório dos danos ocasionados pelo temporal e solicitou intervenções do Governo Federal em caráter de urgência, visando um trabalho de prevenção nas áreas de risco da cidade.

“Esse diálogo é importante, pois trará mais benefícios para Ilhéus. Agradeço ao ministro Waldez Góes e ao nosso ministro Rui Costa, que demonstram apoio e têm interesse em ajudar o nosso município nesse processo de reconstrução das áreas afetadas”, declarou o prefeito.

 

ministro; Waldez Góes

O Governo Federal encaminhou representantes da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil para auxiliar no trabalho e definir estratégias de prevenção e enfrentamento dos desastres provocados pelas fortes chuvas.

O Município elaborou um plano preventivo de contenção, com base em dados disponibilizados pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). O plano inclui o mapeamento das regiões de risco, sendo responsável por direcionar as ações; identificar áreas prioritárias para intervenções e monitorar os pontos críticos com riscos elevados.

Durante videoconferência com o vice-governador Geraldo Júnior, o gestor ilheense solicitou ajuda humanitária para atender, de forma imediata, as necessidades das famílias afetadas. O Governo do Estado atendeu prontamente o pedido e enviou no último domingo (23), donativos e lonas para cobertura de encostas, além de reforçar o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar e as equipes da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia