WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

secom bahia bahiatursa carnaval 2023 embasa bahia secom bahia gas secom bahia

janeiro 2023
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: 9/jan/2023 . 7:25

Em sua 1ª etapa, Corrida da Praia atrai multidão de participantes no litoral sul de Ilhéus

 

Corrida da praia

Foi dada largada da 1ª etapa da Corrida da Praia, realizada no litoral sul de Ilhéus. O evento aconteceu na manhã deste domingo (8) e reuniu cerca de 200 atletas, que percorreram cinco quilômetros. A iniciativa é da Sport Ativo, com apoio da Prefeitura. Familiares e moradores também estiveram presentes para aproveitar a manhã quente e torcer.

O diferencial desta corrida é o percurso, que acontece nas areias das praias, fato que para muitos atletas serve como um estímulo. O sol e o calor também tornaram o percurso ainda mais desafiador. A 2ª etapa da Corrida da Praia acontece no dia 2 de abril, na Praia de Mamoã, Zona Norte do município.

 

Corrida da praia

“Promover a atividade física ao ar livre é bom para todo mundo, porque gera saúde, além de fomentar o turismo e o desenvolvimento do comércio. Este evento foi especialmente pensado no atleta, nos corredores de rua. A gente está trazendo a etapa para a praia justamente para mostrar as belezas naturais de Ilhéus, que são muitas”, frisou Eduardo Lessa, organizador do evento.

O secretário de Esportes, Sérgio Luiz, destacou a relevância da corrida para a retomada dos eventos no pós- pandemia.

 

Corrida da praia

“Um momento muito importante para o nosso município, que agora está em erupção. São diversas etapas realizadas até aqui, onde já tivemos o atletismo, triathlon, xadrez, enfim, a cidade está em festa. Quero agradecer ao prefeito Mário Alexandre por sempre abraçar e apoiar eventos como esse”.

Todos os corredores receberam medalhas de participação. Já os ganhadores receberam prêmios com troféus e dinheiro.

 

Corrida da praia

 

“Foi um evento muito bom, pois fomenta o esporte e também convida as pessoas para conhecerem as nossas praias. O esporte em si é maravilhoso, porque promove a saúde e melhora a mente”, disse o atleta Rodrigo Santos.

Premiação da Corrida da Praia

5 km

1º lugar (R$ 200+Troféu) – Thiago Araújo
2º lugar (R$ 100 +Troféu) – Antônio Raimundo
3º lugar (R$ 70 + Troféu)  – Léo

De volta a Brasília, Lula vai ao Planalto e ao STF e confere os estragos feitos por terroristas bolsonaristas: ‘Serão punidos’

Lula volta a Brasília e vistoria Palácio do Planalto na noite deste domingo (8) — Foto: Eraldo Peres/AP

Lula volta a Brasília e vistoria Palácio do Planalto na noite deste domingo (8) — Foto: Eraldo Peres/AP

De volta a Brasília na noite deste domingo (8), Lula foi para o Palácio do Planalto conferir o estrago feito por terroristas bolsonaristas na sede do Poder Executivo. Depois, foi ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF), também alvo dos vândalos.

O presidente tinha ido, pela manhã para Araraquara, no interior de São Paulo. Ele foi ver os efeitos das chuvas intensas na cidade.

No meio da tarde, bolsonaristas começaram a chegar à Praça dos Três Poderes, em Brasília, e invadiram e depredaram, além de Planalto e STF, o Congresso Nacional.

Lula é recebido no STF pelos ministros da Corte — Foto: Reprodução

Lula é recebido no STF pelos ministros da Corte — Foto: Reprodução

Ainda em Araraquara, após os atos dos vândalos, Lula decretou intervenção federal na segurança pública de Brasília. Dentro do governo federal há o entendimento de que Polícia Militar do DF foi omissa.

Por volta de 21h, o presidente chegou de volta à capital federal. Os terroristas já haviam sido presos ou escoltados para fora da região da Praça dos Três Poderes.

Lula visitou primeiramente o Planalto. O presidente encontrou o mobiliário destruído, vidraças quebradas e obras de arte rasgadas.

Depois, atravessou a praça e foi até o STF. Lá o cenário de destruição era o mesmo. Ele foi recebido pela presidente da Corte, ministra Rosa Weber, e pelos ministros Dias Toffoli e Luis Roberto Barroso.

Lula tuitou sobre sua ida ao Planalto e STF e disse que os responsáveis pelo terrorismo serão punidos.

“Estive agora à noite no Palácio do Planalto e no STF. Os golpistas que promoveram a destruição do patrimônio público em Brasília estão sendo identificados e serão punidos. Amanhã retomamos os trabalhos no Palácio do Planalto. Democracia sempre. Boa noite”, escreveu o presidente

Governador Jerônimo Rodrigues se reúne com ministro Rui Costa para conversar sobre projetos e investimentos na Bahia

 

Jerônimo explicou que o diálogo com o ministro e ex-governador do estado, Rui Costa, tem sido constante. “Nós estamos tratando de projetos que estão prontos para serem entregues, ou aqueles em transição ou elaboração para entrar em licitação. Além daqueles que queremos pensar para o período de quatro anos”, relatou.

O ministro Rui Costa também levantou alguns dos projetos da sua gestão ainda como governador que estão em finalização e com datas próximas de entrega e deu uma prévia do diálogo com o governador e outros representantes do estado.

“Esses (projetos) foram apresentados para a Casa Civil do Governo Federal. Também falamos das prioridades do presidente Lula na área do saneamento; do (programa) Minha Casa, Minha Vida; de projetos estruturantes na área da educação, como a escola em tempo integral, e de investimentos na área da saúde. Ou seja, vendo o que ele já está elaborando e buscando esse alinhamento com os projetos federais”, frisou Rui.

Os gestores também conversaram sobre uma futura visita do presidente Lula à Bahia em entregas de obras no estado, como construções do programa Minha Casa, Minha Vida ou de escolas de ensino integral na Bahia.

Também estavam presentes no encontro, o vice-governador Geraldo Júnior; o presidente da Conder, José Trindade; e os secretários a serem nomeados, após desincompatibilização de cargos na Câmara Federal, Afonso Florence (Casa Civil) e Jusmari Oliveira (Sedur).

(Fotos: Antônio Queiros/GOVBA)

Governador Jerônimo Rodrigues repudia atos antidemocráticos de Brasília

 

O governador Jerônimo Rodrigues se manifestou, na tarde deste domingo (8), sobre os acontecimentos registrados em Brasília e ofereceu ajuda do Estado da Bahia para a retomada do patrimônio público e a defesa da democracia.

Em postagem nas suas redes sociais, Jerônimo declarou:

“É inaceitável o que está acontecendo em Brasília com a invasão do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e plenário do STF por bolsonaristas extremistas que defendem a ruptura institucional e o golpe de estado.
Nós, aqui na Bahia, repudiamos os atos terroristas e nos colocamos à disposição para o envio de efetivo que ajude na retomada dos prédios públicos e garantia do estado democrático de direito”.

Urgente, noticia da madrugada: Moraes decide afastar o governador Ibaneis Rocha, do Distrito Federal, por 90 dias

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na madrugada desta segunda-feira (9) afastar o governador do Distrito Federal do cargo por 90 dias.

No domingo (8), as forças de segurança do DF não contiveram vândalos bolsonaristas que invadiram e depredaram o Congresso, o Palácio do Planalto e o prédio do STF.

Moraes tomou a decisão no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos, do qual é relator, ao analisar um pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e da Advocacia-Geral da União.

O ministro disse que os atos terroristas do domingo só podem ter tido a anuência do governo do DF, uma vez que os preparativos para a arruaça eram conhecidos.

“A escalada violenta dos atos criminosos resultou na invasão dos prédios do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, com depredação do patrimônio público, conforme amplamente noticiado pela imprensa nacional, circunstâncias que somente poderiam ocorrer com a anuência, e até participação efetiva, das autoridades competentes pela segurança pública e inteligência, uma vez que a organização das supostas manifestações era fato notório e sabido, que foi divulgado pela mídia brasileira”, escreveu Moraes na decisão.

O ministro afirmou ainda que os ataques aos prédios e às instituições da República foram “desprezíveis” e não ficarão impunes.

“Os desprezíveis ataques terroristas à democracia e às Instituições Republicanas serão responsabilizados, assim como os financiadores, instigadores e os anteriores e atuais agentes públicos coniventes e criminosos, que continuam na ilícita conduta da prática de atos antidemocráticos”, afirmou o ministro.

 

Moraes disse que o afastamento de Ibaneis se justifica diante do cometimento de crimes como: atos preparatórios de terrorismo, associação criminosa, dano, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado.

“A democracia brasileira não será abalada, muito menos destruída, por criminosos terroristas”, completou.

Logo após os atos de vandalismo, Ibaneis gravou um vídeo pedindo desculpa ao presidente Lula e aos demais poderes.

O ministro Alexandre de Moraes — Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes — Foto: Reprodução

Indícios de irregularidades

 

Entre os indícios apontados contra Ibaneis, segundo Moraes, estão:

  • os terroristas e criminosos foram escoltados por viaturas da Polícia Militar do Distrito Federal até os locais dos crimes;
  • não foi apresentada, pela Polícia Militar do Distrito Federal, a resistência exigida para a gravidade da situação, havendo notícia, inclusive, de abandono dos postos por parte de alguns policiais
  • parte do efetivo deslocado para impedir a ocorrência de atos violentos não adotou as providências regulares próprias dos órgãos de segurança, tendo filmado, de forma jocosa e para entretenimento pessoal, os atos terroristas e criminosos
  • Anderson Torres (secretário de segurança) foi exonerado do cargo no momento em que os atos terroristas ainda estavam ocorrendo

 

Acampamento deve ser desfeito

Moraes determinou também o desmonte imediato do acampamento de bolsonaristas golpistas na frente do quartel-general do Exército, em Brasília.

A operação deve ser realizada pelas Polícias Militares dos Estados e DF, com apoio da Força Nacional e Polícia Federal se necessário, devendo o governador do Estado e DF ser intimado para efetivar a decisão, sob pena de responsabilidade pessoal.

O comandante militar do QG deverá, igualmente, prestar todo o auxílio necessário para o efetivo cumprimento da medida.

“Absolutamente nada justifica e existência de acampamentos cheios de terroristas, patrocinados por diversos financiadores e com a complacência de autoridades civis e militares em total subversão ao necessário respeito à Constituição Federal”, escreveu Moraes.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia