WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

soane galvao camara de ilheus camara de ilheus prefeitura de ilheus prefeitura ilheus secom bahia faculdade ilheus

janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: 11/jan/2021 . 12:55

Prefeitura de Ilhéus antecipa recursos para a Santa Casa de Misericórdia pagar funcionários

Mesmo com todos os repasses de recursos em dias com a Santa Casa de Misericórdia, a Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), antecipou hoje (11) uma transferência financeira, após consulta ao Conselho Municipal de Saúde, para a entidade efetuar o pagamento dos funcionários do hospital, que estava em atraso.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Geraldo Magela, a Sesau encontra-se em dias com a Santa Casa e sem nenhum repasse pendente, não sendo o município o responsável pelos atrasos dos pagamentos de salários.

Blog Agravo

PETO 70 prende homem com arma e roupa camuflada do exército em Ilhéus

Na tarde do domingo (10), o PETO – Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto), da 70ª CIPM, recebeu denúncia de populares de que na Rua Erica Alves, Banco da Vitória, havia um homem armado. O local tem tido relatos de diversos confrontos entre facções rivais.

Chegando ao local, a guarnição da PETO avistou um indivíduo em atitude suspeita, o qual empreendeu fuga adentrando em uma residência com arma em punho.

Os policiais conseguiram deter o meliante de iniciais R.O.S, e com ele foram apreendidos uma arma de fogo Pistola Taurus PT 928 com numeração suprimida, 4 carregadores municiados, 42 munições, sendo 4 picotada, farda camuflada do exército, 176 gramas de maconha, 1 balaclava.

Todo o material, juntamente com o meliante, foram apresentados na Delegacia de Polícia.

BLOG Agravo

PM é morto a tiros em espaço de eventos: “pode matar, é ‘polícia’”

O policial militar de Pernambuco Washington Luiz Lima Silva, 41 anos, foi assassinado de forma covarde, no início da tarde deste sábado (09/01) dentro de uma casa de eventos, no loteamento Veredas, bairro SIM, na cidade de Feira de Santana.

Câmeras de segurança mostram o momento exato em que bandidos invadem a residência e mandam o militar colocar a mão na cabeça. Em seguida um dos criminosos fala: “mata, é ‘polícia’. Pode matar, é ‘polícia’”. O comparsa segue a ordem e atira sem piedade.

Um outro bandido, que ficou na motocicleta, deu fuga aos executores. Um fica no veículo e dois descem. Inicialmente foram disparoados quarto tiros e a dupla sai. Depois, um deles retorna e efetua mais tiros.

A arma, o celular e documentos do policial foram roubados. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Veja toda ação no vídeo abaixo:

Verdinho Itabuna

Três bandidos tombam em confronto com a PM em menos de 12 horas

Três Homens tombaram em confronto com a polícia militar de Itabuna. Os dois primeiros aconteceram na noite de domingo (10) por volta das 20h00, no bairro Mangabinha, próximo a uma localidade conhecida como “Casinhas”.

Já o terceiro aconteceu na manhã desta segunda-feira (11) no bairro São Lourenço. O blog Verdinho Itabuna ainda está em busca de novas informações.

O que se dá para adiantar neste momento, é que o elemento que trocou tiros com uma guarnição da CETO, no bairro São Lourenço, era um indivíduo de alta periculosidade.

 

 

Verdinho Itabuna

Mulher mata namorado e comete suicídio em apartamento

 

Um casal foi encontrado morto num apartamento do edifício Terrazzo Imperiale, no Horto Florestal, bairro rico de Salvador, na manhã deste domingo (10), na Rua Waldemar Falcão. De acordo com informações iniciais obtidas pelo CORREIO com fontes policiais, uma mulher teria disparado contra o namorado enquanto ele estava dormindo e cometeu suicídio em seguida. Através de moradores do prédio, o jornal apurou que as vítimas são Elton Gonçalves Campelo, de 35 anos, natural de Juazeiro, e Isabela Valença, sua companheira. A motivação do crime ainda é desconhecida e o caso será investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico).

Elton Campelo pertence a uma tradicional família juazeirense, proprietária da fábrica Curtume Campelo, empresa especializada em comércio de produtos de couro. Elton é filho do megaempresário Gladson Campelo e da decoradora Elza Campelo. Segundo apuração da coluna Alô Alô Bahia, o rapaz morava em Juazeiro e passava as férias na capital baiana.

O casal passou o Réveillon junto em um apartamento no Corredor da Vitória. Após a virada, ele utilizou o Instagram para publicar uma foto com a companheira e, na legenda, escreveu: “Mais um ano juntos. Nosso dia 1º sempre mais que especial. E juntos desejamos um feliz ano novo a todos! Um 2021 com muita saúde, paz, e muitas metas a serem almejadas, alcançadas e conquistadas. Deus no comando, sempre”. *Com informações do CORREIO

 

 

Verdinho Itabuna

Eleitor tem até esta semana para justificar ausência no 1º turno

Fachada do edifício sede do STF

Prazo termina quinta-feira (14)

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta semana para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições.

O prazo vence na quinta-feira (14) para quem faltou ao primeiro turno das eleições municipais 2020. Para o segundo turno, o limite é 28 de janeiro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que a justificativa seja feita, preferencialmente, por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistemas operacionais Android ou iOS.

O procedimento pode ser feito também pela internet, por meio do Sistema Justifica. Ou ainda de modo presencial, no Cartório Eleitoral. Em qualquer um dos casos, o eleitor precisará preencher um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), descrevendo por que não votou. O TSE pede que seja anexada documentação que comprove a razão da falta.

Isso porque o RJE pode ser recusado pela Justiça Eleitoral, se a justificativa não for plausível ou se o formulário for preenchido com informações que não permitam identificar corretamente o eleitor, por exemplo.

Se tiver o requerimento negado, para regularizar a situação o eleitor precisará pagar a mesma multa de quem perdeu o prazo para a justificativa. O valor da multa pode variar, de acordo com o estipulado pelo juízo de cada zona eleitoral. Existe a possibilidade de o eleitor solicitar isenção, se puder comprovar que não tem recursos para arcar com a penalidade.

Cada justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral. Ou seja, se não tiver votado no primeiro e no segundo turno da eleição, terá de justificar a ausência de cada um, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos de cada turno.

Nas eleições 2020 foi registrada abstenção recorde tanto no primeiro (23,14% do eleitorado) quanto no segundo (29,5%). Quando foram realizadas as votações, o Brasil tinha 147.918.483 eleitores aptos a votar.

A justificativa para a ausência é necessária porque o voto é obrigatório para quem tem entre 18 e 70 anos, conforme o Artigo 14 da Constituição. Quem não justificar e não pagar a multa para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral fica sujeito a uma série de restrições legais, impedido de:

– obter passaporte ou carteira de identidade;

– receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

– obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de Previdência Social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

– renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;

– obter certidão de quitação eleitoral;

– obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

 

Edição: Graça Adjuto

Por Agência Brasil – Brasília

Enem terá regras para evitar contágio pelo novo coronavírus

logo_enem2020_abr_0

Descumprimento poderá levar à eliminação dos candidato

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem estar atentos às regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. As medidas que devem ser adotadas tanto na aplicação do Enem impresso quanto do Enem digital estão previstas nos editais dos exames, e o descumprimento poderá levar inclusive à eliminação dos candidatos.

A máscara de proteção facial será item obrigatório nesta edição do Enem. Além de precisar apresentar um documento oficial original com foto e de ter uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, quem não estiver de máscara não poderá fazer a prova.

Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não devem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame.

Outra regra é o distanciamento social. As salas, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes.

Quem for diagnosticado com covid-19 ou apresentar sintomas da doença, ou de outra infectocontagiosa até a realização do exame deve comunicar o Inep pela Página do Participante e pelo telefone 0800 616161. Esses candidatos terão direito de participar da reaplicação do Enem nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Pandemia

A realização das provas em um momento de aumento de dos casos e das mortes por covid-19 em todo o país preocupa professores, estudantes, autoridades e especialistas. “É um risco grande mobilizar milhões de pessoas em um momento desses”, diz o professor titular de epidemiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Medronho. Em todo o país, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos para fazer o Enem, de acordo com o Inep.

Segundo Medronho, as medidas anunciadas ajudam a controlar a transmissão, mas não há um cenário completamente seguro. “Garantia não há. O ideal é suspender o exame. Mas, posso dizer que vai minimizar de forma razoável o risco”, diz.

De acordo com Medronho, os participantes podem também se proteger evitando aglomerações nos portões do local exame, mantendo um distanciamento de pelo menos 1,5 metro das pessoas ao redor, mesmo antes de entrar na prova. Devem também, mesmo que não seja obrigatório, levar máscaras para trocar ao longo do exame. “Recomendo que levem duas máscaras e que na metade da prova troque pela máscara nova. Com isso, estarão protegendo a si mesmos e protegendo os colegas”, orienta.

Pedidos de adiamento

Com o agravamento da pandemia, surgiu nas redes sociais um novo movimento pedindo o adiamento do Enem. O Brasil bateu a marca de 200 mil pessoas mortas pela covid-19. O número diário de óbitos ultrapassou a marca de 1 mil por dia.

Na sexta-feira (8), a Defensoria Pública da União apresentou novo pedido de tutela de urgência para o adiamento das provas do Enem. As provas, de acordo com o pedido, devem ser adiadas “até que possa ser feito de maneira segura, ou ao menos enquanto a situação não esteja tão periclitante quanto agora”.

Mais de 40 entidades científicas, entre elas a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), assinaram nota conjunta pedindo também o adiamento das provas. “É necessário adiar o Enem e é urgente que secretarias estaduais de Educação coordenem planejamentos para garantir as condições pedagógicas e sanitárias para que todos os estudantes participem do Enem. Esse exame existe para incidir na redução das desigualdades do acesso ao ensino superior e não pode servir para ampliar desigualdades ou, o que é inaceitável, se tornar espaço vetor de uma pandemia”, diz a nota.

Inep

Inep decidiu manter o exame, para garantir que os estudantes tenham acesso ao ensino superior e possam continuar a formação. Em entrevista à Agência Brasil, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirmou que a autarquia preparou-se para fazer o exame em um contexto de pandemia. “Temos a segurança [de] que a prova deve ser feita e que as condições de aplicação são adequadas, são as que precisam ser tomadas.”

O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

 

 

Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia