De bem com a vida

Iniciativa proposta pelo Gabinete de Crise da Prefeitura de Ilhéus para orientar, entreter e informar à população durante o período de quarentena do coronavírus (Covid-19), o programa “De Bem com a Vida” na edição da última sexta-feira (27) com live nas redes sociais, trouxe a participação do médico infectologista Gustavo Cunha, da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) para esclarecer as principais dúvidas dos internautas sobre o Covid-19. A participação foi mediada pelo cardiologista André Cesário, da rede municipal e coordenador do Comitê Operacional de Emergência (COE) de Ilhéus.

De acordo com o infectologista, é fundamental que a população auxilie nas ações de controle e combate do coronavirus, ficando em casa e mantendo o isolamento social para que a cidade passe por essa crise sem maiores danos.

O especialista Gustavo Cunha explicou que a Covid-19 é um tipo de coronavírus mutante, que pode causar a morte do indivíduo ou um quadro respiratório grave. Ele explicou que não há sintomas para distinguir a síndrome gripal causada pelos vírus respiratórios comuns da infecção causada pela Covid-19. Tosse seca, febre e desconforto respiratório são alguns dos sintomas, contudo, a contaminação só pode ser confirmada através dos exames.

O período de incubação é o tempo entre a infecção pelo vírus e o início dos sintomas da doença, de 2 a 14 dias, com uma média de 5 a 7 dias. O período de maior transmissão é quando o indivíduo apresenta os sinais da doença. “Mesmo assintomática, a pessoa pode transmitir o vírus. Por isso, pedimos que crianças, adolescentes, adultos e jovens se mantenham afastados dos idosos, pois estes compõem o grupo preferencial de complicação de infecção causada pela Covid-19”, orientou.

Ainda não existe tratamento específico para Covid-19, explicou o médico. O tratamento geral é feito com uso de analgésicos, antitérmicos e hidratação. “Sabe-se que alguns especialistas estão pesquisando o uso da hidroxicloroquina associada à azitromicina. Contudo, não aconselhamos a utilização dessa medicação sem orientação médica, até porque a hidroxicloroquina pode causar problemas irreversíveis e graves no indivíduo, inclusive arritmias com parada cardíaca e morte. Essa não é uma medicação inocente, que você vai à farmácia, compra e usa indisciplinadamente”, ressaltou.

A adoção das medidas de prevenção, como a lavagem constante das mãos e uso do álcool em gel, são importantes. O médico ressaltou que o paciente deve permanecer em casa, mesmo que só apresente sintomas gripais. Os profissionais de saúde devem fazer uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscara cirúrgica para manejo de paciente. Se o paciente sofrer um procedimento no qual haja produção de aerossóis é usada a máscara N95, além de óculos e luvas de proteção, aventais descartáveis, gorro e, em algumas situações, propés.

“Todo o indivíduo que teve contato com caso confirmado de coronavírus precisa ficar em quarentena. Toda a pessoa que chegou de áreas onde existe a epidemia da Covid-19 deve ficar em quarentena. Se você teve contato com caso suspeito, mas ainda não foi confirmado, precisa ficar em observação e caso apresente algum sintoma também deve ficar em quarentena”, esclareceu.

Alguns internautas questionaram a realização dos testes. A resposta foi dada pelo coordenador da Covid-19 do município. “Ilhéus segue os protocolos do Ministério da Saúde, validados pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia [Sesab]. As equipes executam o trabalho exatamente como todas as cidades estão executando. Existem parâmetros específicos para coleta”, explicou André Cesário.

“Se esse indivíduo veio de uma região epidêmica e apresenta sintomas respiratórios associados à febre ou se ele teve contato com algum portador da Covid-19, a coleta deve ser feita. Mas se apresentou uma síndrome gripal, desconsiderando os casos citados, o teste não será realizado. Precisamos entender e trabalhar com a realidade. Temos material suficiente para testar nos pacientes que preenchem os critérios de risco para infecção por Covid-19. Mas não podemos testar em qualquer pessoa. Se o teste for realizado indiscriminadamente vai faltar para atender a quem realmente precisa”, lembrou.

Ao final da exibição, os profissionais avaliaram a atuação das equipes de saúde do município no combate ao coronavírus.  “Aproveito o espaço para parabenizar o prefeito Mário Alexandre por toda estrutura montada e pela antecipação das medidas. O trabalho que vem sendo desenvolvido é importante, pois com essas ações preventivas temos uma grande chance de achatar a curva da epidemia, a curva que mostra o momento da crise epidêmica”.

Gustavo Cunha informou que quanto mais alta a curva, maior a escala de transmissibilidade do vírus. “Se a curva for achatada, a saúde terá a estrutura adequada para cuidar dos pacientes doentes e graves infectados pela Covid-19. É muito importante que a população saiba que essas medidas são salvadoras, que vão realmente evitar que se instaure o caos na cidade”.

“O prefeito Mário Alexandre, por ser médico, além de se empenhar em ações da saúde, montou um gabinete de crise para articular o trabalho conjunto, envolvendo diversas secretarias e órgãos públicos”, finalizou André Cesário.