I Encontro Juventude Negra

A ampliação do debate e de projetos que promovam a atuação de jovens e adolescentes na sociedade foram alguns dos pontos abordados durante o I Encontro da Juventude Negra de Ilhéus, realizado na última sexta-feira (27), na sede do Centro Cultural ALMÁFRICA. O evento reuniu cerca de 100 jovens e contou com intervenção cultural, palestras e rodas de conversa com personalidades importantes no cenário local.

Organizada pela Prefeitura, em parceria com o Centro Cultural ALMÁFRICA, Curso Gabaritando e Coletivo Hip Hop de Rua, a iniciativa fortalece a pauta nas esferas sociais e no campo das emoções, envolvendo questões sobre afetos, histórias e vivências coletivas. Para o professor, superintendente de Comunicação e coordenador do evento, Emenson Silva, o Município dá mais um passo fundamental na execução de ações sociais e de cidadania.

I Encontro Juventude Negra

“O Encontro chega com a proposta de ampliar o diálogo e inserir os jovens em pautas importantes para o desenvolvimento da nossa cidade. Agradecemos à Câmara e a todos os parceiros que vestiram a camisa para promover o primeiro de muitos eventos que virão”, ressaltou.

As palestras foram ministradas pelo superintendente de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Maurício Galvão, que abordou os projetos tocados pela Prefeitura para inserção da juventude no mercado de trabalho. Seguindo o bate-papo, o artista e ativista social, Cijay, dialogou sobre a importância da participação da juventude em debates que envolvam a opinião pública na tomada de decisões.

I Encontro Juventude Negra

O encontro também contou com a participação do presidente da Câmara de Vereadores, Jerbson Moraes. Na oportunidade, o edil apresentou ações do Legislativo na cidade, que incluem vagas para estágio e realização de concurso público. “Um projeto da gestão do prefeito Mário Alexandre que traz conscientização para fomentar a cultura e oferecer mais oportunidades aos nossos jovens”, afirmou.

A mesa redonda contou com as contribuições do professor Emenson Silva, que frisou o projeto socioeducacional desenvolvido na cidade, coordenado através do Curso Gabaritando, além das participações do presidente da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, Marinho Rodrigues, e do representante do Movimento Negro Unificado, Moacir Pinho.

I Encontro Juventude Negra

A intervenção cultural ficou sob o comando do Bloco Afro Dilazenze e de estudantes das escolas estaduais Paulo Américo de Oliveira e Eduardo Catalão, representando a cultura brasileira por meio de versos de afirmação étnica e política da comunidade negra.