“Atendimento Integrado ao Paciente Vítima de AVC”. Esse foi o tema da palestra promovida pela secretaria municipal de Saúde (Sesau), na última terça-feira (12), com o médico Neurologista, Antônio Fernando. O encontro, realizado na nova sede da secretaria, centro, promoveu ainda uma aula inaugural aplicada pelo Núcleo de Educação em Urgência (NEU). No mesmo dia, o SAMU inaugurou a sala do Núcleo de Educação Permanente (NEP), que passa a levar o nome do saudoso médico, Dr. Álvaro Simões.

 

O Núcleo de Educação é composto por ciclos de palestras, treinamentos e capacitações através de aulas práticas e teóricas. O objetivo da vivência, de acordo com os articuladores, é a melhoria de um atendimento mais qualificado e humanizado, e o primeiro passo foi criar um protocolo interno para diferenciar as ocorrências. A experiência se estende para todos os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e agentes da rede de urgência e emergência do município.

Resgate – Na opinião do secretário municipal de Saúde, Geraldo Magela, o Samu é a “ponta da lança” do sistema de saúde, o primeiro a ser acionado correta e incorretamente. Segundo afirmou, “a proposta por parte da secretaria é de resgate do SAMU. Espero em um menor espaço de tempo, resolvermos a maior parte dos problemas do serviço em nossa cidade. O resgaste da atenção básica e do SAMU são fundamentais para o bem da população”.

Por sua vez, o diretor regional do SAMU Cyomar Dias, contou que todo protocolo interno, feito na unidade, necessita ser avaliado pelo Conselho de Saúde, que é formado por diretores de hospitais e secretário de Saúde. “A princípio é formado um Comitê Gestor das Urgências, para então, serem aprovados os protocolos. Isso padroniza o atendimento aplicado no serviço”, disse.

Aprendizado e homenagem – A noite também foi de homenagem. Emocionados, Dona Yêda Simões e Eduardo Simões, mãe e irmão respectivamente, presenciaram a homenagem prestada ao médico neurologista, morto em 2018. Depois de anos desativado, o espaço foi reinaugurado com o nome de Núcleo de Educação Permanente (NEP) Dr. Álvaro Simões. Um macacão utilizado pelo médico socorrista foi exposto na parede da unidade.

Para os familiares, o sentimento era de alegria e gratidão pelo reconhecimento ao profissional que honrava sua profissão. “Muita saudade e alegria. Ele era uma pessoa muito alegre e feliz. São lembranças que trago de meu filho”, disse Dona Yêda, a mãe. Já Eduardo relatou que o irmão viveu como sempre quis. “Se aqui estivesse, estaria pra lá de orgulhoso, assim como nós da família estamos. Nunca consegui vê-lo de branco, mas de azul, como socorrista. A família está muito honrada com a homenagem”, concluiu.

Participaram também do ato, os coordenadores do SAMU, Walbert Alcoforado (médico); Igor Sérgio (Enfermagem); Edson Freitas (Administrativo); José Carlos Junior (Frota); diretora da Média e Alta Complexidade da Sesau, Erika de Jesus.