WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de ilheus

fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  


Após sorteio do MCMV Rio Cachoeira, coordenador relata que existiam fraudes na lista anterior, de 2016

Após sorteio eletrônico dos apartamentos e blocos do conjunto habitacional Residencial Rio Cachoeira, do Minha Casa Minha Vida, realizado na manhã desta quarta-feira (21), na superintendência de habitação da Caixa Econômica Federal, em Itabuna, o coordenador do setor de habitação da Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus, Welder Santos, relatou que existiam fraudes na lista anterior.

O coordenador destaca que após auditoria realizada na lista dos pré- selecionados, que tinha sido divulgada no final de 2016, a equipe do setor de habitação encontrou muitos casos de fraudes e de pessoas que não se enquadravam nas exigências do programa e até pessoas que pagaram para terem seus nomes divulgados na lista. “Encontramos nomes de empresários conhecidos na região, pessoas que já possuíam imóveis e até casos de pessoas que pagaram para ter o nome incluído na lista”, destaca.

O coordenador explica ainda que as pessoas que estavam na lista de pré– selecionados e não tiveram seus nomes no sorteio eletrônico é por que não atenderam aos critérios exigidos pelo programa, como renda familiar, que não pode ultrapassar o valor de R$1.800, documentos irregulares ou não regularizaram os documentos em tempo hábil.

“A documentação apresentada é fundamental, se existir alguma irregularidade a pessoa automaticamente não atende aos critérios. Quem faz a avaliação da documentação é a Caixa Econômica Federal, somos responsáveis por recolher os documentos e encaminhá-los, mas a aprovação é feita pelo órgão. O processo tem que ser finalizado pois a Caixa possui um cronograma, e isso pode prejudicar todos. Infelizmente nem todos os casos conseguem ser resolvidos ou são reaceitos para uma nova avaliação”, esclarece.

Transparência – O prefeito Mário Alexandre e a secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, presentes durante o sorteio, destacaram que o governo trabalha para a população e que a transparência e seriedade são os principais pilares da gestão.

“São mais 600 apartamentos que serão entregues. O trabalho feito em conjunto com a Caixa Econômica mostra a transparência do processo. Estamos trabalhando para a população, para os que precisam de moradia”, destaca Mário Alexandre.

Para a eficiência dos tramites legais, Soane Galvão determinou o rastreamento junto ao banco de dados do Setor imobiliário da Prefeitura e do Portal de Transparência (no caso de servidores públicos), para investigar se entre os inscritos havia donos de outros imóveis. A Caixa também acionou o sistema SIASI/CADIM/CADMUT, que identifica casos anteriores de financiamento imobiliário e ou vínculos com CNPJ.

Agressões – O coordenador relata que mesmo explicando a situação para os pré-selecionados vem sofrendo agressões verbais e ameaças no setor como aconteceram hoje, durante o sorteio eletrônico, em Itabuna.  “As pessoas precisam entender que existem critérios, procedimentos dos documentos, e se apenas um estiver irregular, não passa pela avaliação da Caixa Econômica Federal. A primeira lista que saiu não foi a definitiva, foi uma pré-seleção, somente depois da entrevista realizada durante a auditoria e da avaliação  da documentação é que a pessoa realmente é contemplada”, desabafa o coordenador.

Sonho realizado – “É uma sensação que nem sei explicar! Moro de aluguel há sete anos, minha família que me ajuda, preciso muito dessa casa”, relata Sara do Carmo Santos, que vibrou ao ver seu nome no sorteio eletrônico.

Nerivaldo Pereira dos Santos, 56 anos, morador do Alto do Amparo, também ficou muito feliz. Em 2013 perdeu sua casa, após um forte temporal. “Estou morando na casa da minha sogra, perdi tudo. É uma grande felicidade, agora tenho novamente uma casa para morar”, falou emocionado.

Todo o sorteio foi automático, realizado internamente pela equipe da gerência de habitação da Caixa Econômica de forma transparente.   Além do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, da secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão e do coordenador da habitação, Welder Santos, estiveram presentes o vice-prefeito, José Nazal; a deputada estadual, Ângela Sousa, o secretário de Comunicação, Alcides Kruschewsky,  o coordenador da Defesa Civil, Joandre Neres e representantes da sociedade civil.

1 resposta para “Após sorteio do MCMV Rio Cachoeira, coordenador relata que existiam fraudes na lista anterior, de 2016”

  • Gilmar Bomfim disse:

    Quero ver quantas casas das encostas prestes a desmoronar e em manguezais vao ser demolidas, ja que desses milhares de imóveis, muitas foram dados por apadrinhamento por apoio eleitoral a quem nao tem necessidade imediata.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia